Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Príncipe Harry e Meghan Markle: tudo o que você precisa saber sobre o casamento

A união do príncipe com a atriz tem gerado muitas polêmicas dentro e fora da realeza

CARAS Digital Publicado em 18/05/2018, às 06h57 - Atualizado em 15/01/2019, às 13h38

Príncipe Harry e Meghan Markle fazem aparição pública - Getty Images
Príncipe Harry e Meghan Markle fazem aparição pública - Getty Images

Neste sábado, 19, o príncipe Harry e Meghan Markle finalmente subirão ao altar .

Veja tudo o que você precisa saber sobre o casal e os detalhes da cerimônia real:

O CASAL

Meghan Markle tem 36 anos – três a menos que o príncipe. A atriz, mais conhecida pela série Suits, também esteve no elenco de vários filmes, como a comédia Quero Matar Meu Chefe e o drama Lembranças. A futura duquesa já foi casada com o produtor de cinema norte-americano Trevor Engelson. O casal se conheceu em 2004, bem antes de ela se tornar famosa.

Diferentemente de como ocorreu com Harry, com quem está desde dezembro de 2016, Meghan e o ex-marido demoraram a oficializar a relação: foram seis anos de namoro até o noivado, em 2010. Em 2011, veio o casamento, que aconteceu em Ocho Rios, na Jamaica; e, em 2013, o divórcio. A justificativa para o fim do relacionamento foram diferenças irreconciliáveis, e a separação se deu amigavelmente.

Já o príncipe Harry, que na verdade não se chama Harry, é conhecido oficialmente como Henry Charles Albert David. Harry é seu apelido desde que nasceu. Antes de iniciar a relação com Meghan, ele se envolveu em algumas polêmicas que não deixaram a família real muito feliz. O jovem esteve em uma briga com um paparazzo e foi flagrado usando um uniforme nazista em uma festa à fantasia. A última grande polêmica foi em 2012, quando apareceu totalmente nu após uma partida de strip pôquer em Las Vegas.

COMO SE CONHECERAM

Meghan teve seu primeiro encontro com o príncipe em Toronto durante um evento e passou a segui-lo nas redes sociais. Meses depois, a atriz esteve em Londres passando férias de verão e visitou o Palácio de Buckingham.

O ANÚNCIO

A união de Harry com Meghan foi confirmada após a aparição da moça com o anel de noivado em novembro de 2017.

O casal confirmou a data, 19 de maio de 2018, em uma aparição pública, que ocorreu em dezembro de 2017. No dia, Meghan exibiu a aliança, que foi desenhada pelo próprio príncipe e tem dois diamantes da coleção pessoal de Diana.

Para informar o casório, o Palácio de Kensington publicou um longo texto pedindo respeito à privacidade do casal e mostrando indignação com a exposição da atriz na capa de tabloides e jornais britânicos.

O GRANDE DIA

A celebração acontecerá ao meio-dia na Saint George's Chapel, que pertence ao Castelo de Windsor. Com um post nas redes sociais, a realeza afirmou que a cerimônia acontecerá às 12h do dia 19 de maio – às 8h no horário de Brasília.

Depois da união, os recém-casados vão seguir em uma carruagem para a recepção dos convidados no St. George’s Hall.

Os noivos e a família real vão receber os convidados para um almoço no salão oficial da capela. A principal anfitriã do almoço será a rainha Elizabeth II.

PREPARATIVOS PARA A UNIÃO

À espera do casamento, o casal tem cumprido as formalidades reais com simplicidade e resguardo.

Os convites, por exemplo, foram feitos pela tradicional gráfica Barnard & Westwood, que costuma prestar serviços para a realeza britânica.

Harry convidou o irmão, William, para ser seu padrinho de casamento. O convite já era esperado, já que o príncipe foi padrinho no casamento de William com Kate Middleton, em 2011.

Segundo o Dail Mail, a futura duquesa seguirá os passos de Kate Middleton e usará dois vestidos de noiva no casamento. Segundo o jornal, uma das peças será "tradicional e elegante", já o outro vestido segue a linha "glamouroso e sofisticado". O mesmo estilista será responsável por ambos os looks. As especulações sobre quem assinará o vestido correm soltas. A grife Burberry, uma das queridinhas de Meghan, já foi citada como favorita. Porém, a marca Ralph & Russo foi citada como a grife britânica mais cotada para assinar o vestido branco. Os rumores cresceram após o noivo ser flagrado deixando o ateliê da marca, em Londres, e fontes próximas à organização terem revelado ao Daily Mail que, embora o noivo goste de surpresas e não queira se envolver nessa decisão, ele teria presenteado a futura esposa com o vestido dos sonhos, que teria custado £100 mil (cerca de R$ 480 mil).

A união terá uma fragrância única. A grife Floris London foi a responsável por criar um perfume todo especial em homenagem aos noivos. A marca é queridinha da família real desde o século 18, e também criou um perfume exclusivo para o casamento de Kate e William em 2011.

O bolo do casamento será sustentável, feito com materiais orgânicos e doce de limão. A atriz tomou a decisão após entrevistar a chef Claire Ptak. Segundo fontes da revista GQ britânica, a profissional usa ingredientes de alta qualidade, sazonais e orgânicos. O bolo será de limão, com flores de sabugueiro e cobertura de creme de decoração de flores frescas. 

POLÊMICAS

Durante o jantar anual de Natal da rainha Elizabeth II, Maria Cristina, a Princesa Michael de Kent, causou constrangimento ao usar um broche de conotação racista diante da presença de Meghan Markle. De acordo com o site Just Jared, a linha de joias escolhida é conhecida por representar negros em situações de servidão.

Além da situação de embaraço, filha de mãe negra e pai branco, Meghan também foi alvo de comentários xenofóbicos e racistas no meio político britânico. A noiva do príncipe foi chamada por Jo Marney, namorada do líder do Partido de Independência do Reino Unido, Henry Bolton, de "americana negra" que vai "contaminar a família real abrindo caminho para um rei negro" em uma série de mensagens de texto a uma amiga que foram publicadas pelo jornal Daily Mail.

Parece que a extensa lista de convidados para o casamento real terá apenas uma pequena parte dedicada à família da noiva.

Segundo fontes próximas à família, apenas os pais da atriz estarão presentes na união. Um dos motivos para o meio-irmão ter sido banido da lista, além da polêmica agressão que ele sofreu de sua noiva, seria um possível excesso de comentários à mídia relacionados com a vida da futura integrante da família real. Logo em seguida, Thomas enviou uma carta escrita de próprio punho para o príncipe afirmando que Meghan não é a mulher certa para ele. O texto foi divulgado pelo InTouch Weekly. "Querido príncipe Harry. Não é tarde demais, Meghan Markle não é, obviamente, a mulher certa para você. Quanto mais tempo passa até o casamento real, fica cada vez mais claro que esse é o maior erro da história dos casamentos reais", definiu o irmão.

Alguns membros da sociedade civil (gente como a gente) foram convidados para a recepção, que acontecerá nos jardins do Castelo de Windsor. Os felizardos, no entanto, não vão se esbaldar com um banquete farto. Procurado pela agência AFP, o Palácio de Kensington, residência oficial do casal real, disse que incentiva as pessoas a levar seus próprios lanches, uma vez que apenas comidas leves serão servidas no evento. O intuito, segundo a fonte, é recriar um ambiente "familiar".

Meghan Markle não terá dama de honra. "Ela tem um círculo de amigas muito unidas e não queria escolher uma em detrimento de outra. No entanto, todas estiveram ativamente envolvidas em ajudá-la a se preparar para o dia e estarão presentes nos dias anteriores. Ela está muito feliz em ter o apoio delas", explicou um porta-voz da realeza à revista americana People.

Sem presentes de casamento! Os pombinhos optaram por uma forma muito mais nobre de receber boas energias. “O casal escolheu pessoalmente sete ONGs que representam uma gama de interesses pelos quais eles são apaixonados", disse um comunicado feito pelo Palácio de Kensington no Twitter. Entre os interesses estão empoderamento feminino, conservação do meio ambiente, combate à aids e acesso a moradia.

O QUE MUDARÁ NA VIDA DE MEGHAN

Assim que o noivado foi anunciado, Meghan abandonou a carreira de atriz e deixou de lado os trabalhos voluntários. A moça se envolveu em causas sociais com a ONG World Vision. Ela já viajou a Ruanda, na África, para ajudar uma organização que tenta melhorar as condições de acesso a água potável.

Por fazer parte da família real, a ex-atriz passará a ser chamada de "Sua Alteza Real’’.

Entretanto, assim como aconteceu com Kate Middleton e com Diana, Meghan não ganhará oficialmente o título de princesa, pois não tem "sangue real".

***ACOMPANHE NOSSA COBERTURA COMPLETA DO CASAMENTO REAL NESTE SÁBADO, 19, NO SITE DA CARAS! E ASSISTA A LIVE COM CONVIDADOS ESPECIAIS A PARTIR DAS 10H EM NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK***