Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Fernanda Montenegro

Fernanda Montenegro
Fernanda Montenegro - Globo/Estevam Avellar
Nome CompletoFernanda Montenegro
Data Nascimento16/10/1929
92 anos, 9 meses

Atriz

Fernanda Montenegro é o nome artístico de Arlette Pinheiro Esteves da Silva Torres, um atriz, locutora, radialista e apresentadora brasileira. É considerada a melhor atriz brasileira, e é muito referenciada como dama do cinema e da dramaturgia do Brasil. É a única atriz latina americana e única brasileira a ser indicada ao Oscar de Melhor Atriz. É mãe da atriz Fernanda Torres e do diretor Cláudio Torres

Com quinze anos, se inscreveu em um concurso para ser locutora da Rádio MEC, situação que foi decisiva na sua carreira. No teatro, fez seu primeiro trabalho aos oito anos em uma peça da igreja. Depois disso integrou o curso de teatro da Faculdade Nacional de Direito da UFRJ, onde participou da peça Nuestra Natascha. Depois foi levada pelo seu professor para participar no Teatro Ginástico. 

Permaneceu na rádio por dez anos, no começo como locutora e depois como atriz. Nele que adotou o pseudônimo Fernanda Montenegro. 

Iniciou sua carreira em 1950 com a peça Alegres Canções nas Montanhas, ao lado do marido, Fernando Torres. Na televisão, foi primeira atriz de contrato assinado da TV Tupi, em 1951. Na mesma época também fazia peças de teatro, que de 1951 a 1953 foram cerca de 80. 

Em 1954 fez sua primeira protagonista na telenovela A Muralha, a primeira da RecordTV. Entre os anos de 1956 e 1963 participou de vários teleteatros na TV Tupi de São Paulo. Em 1959 criou sua própria companhia teatral, chamada Companhia dos Sete

Contratada pela TV Rio, atuou nas novelas Pouco Amor Não É Amor e A Morta Sem Espelho. No ano seguinte, na RecordTV, fez mais duas novelas: Vitória e Sonho de Amor. Em 1965, na recém criada Rede Globo, Fernanda participou do programa 4 no Teatro. Na sua estreia na emissora, atuou nas peças Massacre e As Três Faces de Eva. No cinema estreou em 1964, no filme A Falecida.

Em 1970, com a situação financeira da TV Excelsior, se manteve afastada da televisão por nove anos. Estreou em novelas da TV Globo em 1981, em Baila Comigo, de Manoel Carlos. Sua personagem, Sílvia Toledo Fernandes, foi escrita especialmente para a atriz. 

Em 1998 atuou no filme Central do Brasil, que lhe abriu portas internacionais. No ano seguinte foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz pela atuação. Ainda em 1999, a atriz fez o papel de Nossa Senhora na minissérie O Auto da Compadecida. E ainda recebeu a Ordem Nacional de Mérito, do então presidente Fernando Henrique Cardoso, “pelo reconhecimento ao destacado trabalho nas artes cênicas brasileiras”. 

No final de 2012 fez o especial Doce de Mãe, onde interpretou a personagem principal, e por ele ganhou o Emmy Internacional de Melhor Atriz. Em 2014 interpretou Teresa, que mantinha um relacionamento com a personagem de Nathália Timberg, Estela.

Em 2017, após a polêmica de seu papel na trama de Babilônia, inicia uma parceria com o autor Walcyr Carrasco aceitando o convite para atuar em sua novela do horário nobre O Outro Lado do Paraíso. Dois anos depois entrou para A Dona do Pedaço


Artigos relacionados a Fernanda Montenegro