Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Novelas / Som dos bons

'O Tempo Não Para' dá novas vozes a clássicos em trilha sonora

A novela dá novo respiro à clássicos brasileiros

CARAS Digital Publicado em 03/08/2018, às 20h09 - Atualizado em 08/08/2018, às 19h56

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Elenco de 'O Tempo Não Para' - Globo/João Miguel Júnior
Elenco de 'O Tempo Não Para' - Globo/João Miguel Júnior

O Tempo Não Para mal começou e já está chamando atenção em diversos aspectos. Um deles é sua história original - uma família que foi, literalmente, congelada no tempo. Outro, ainda, é mostrar um pedacinho de São Paulo desconhecido do Brasil. E, mais ainda, por conta de sua trilha sonora. 

Não só os personagens saem do passado para entrar no presente e se adaptar. A novela criou, como diria Nando Reis em A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana, o melhor disco dos últimos anos de sucessos do passado. Falando no cantor, um dos destaques da trilha é dele e Marcella Fogaça. A dupla entoa de maneira nova a canção Baby, Eu Queria, de 2009.

Outra melodia notória é a música tema. Eu Nasci Há 10 mil Anos Atrás nasceu há 42 anos atrás na voz de Raul Seixas. Entrou rapidamente para os clássicos brasileiros, e foi a escolhida para, entoada por Ivete Sangalo, servir como abertura para a trama. 

Além dessas, há a clássica Desde Que o Samba É Samba, de Caetano Veloso, 1993, entoada por Diogo Nogueira. Roberto e Erasmo Carlos dão lugar para Simone Mazzer cantar Se Você Pensa, de 1958.  A Banda do Mar regrava a canção de 2014 Me Sinto Ótima, de Mallu Magalhães. E Vanessa da Mata canta Impossível Acreditar Que Perdi Você, originalmente interpretada por Márcio Greyck e Cobel em 1970.

Ouça e relembre:

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!