Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

O vestido de madrinha de casamento da mulher plus size não precisa ser preto e evasê

No dia a dia, se a mulher plus size usa vestido preto com corte império, como madrinha de casamento, pode escolher a cor que mais gosta desde que a modelagem e o tecido favoreçam a sua silhueta. A seguir, uma professora de moda ensina a escolher. Confira!

Juliana Cazarine Publicado em 16/08/2013, às 18h01 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Vestidos para madrinhas de casamento plus size - Foto-montagem
Vestidos para madrinhas de casamento plus size - Foto-montagem

Na hora de escolher o vestido para ser madrinha de casamento, a mulher plus size tem que desfazer um mito: o preto não domina sua cartela de cores. E se a noiva não definiu uma cor específica, a personalidade determina a decisão. “Todos os tons - e até estampas - estão liberados desde que a modelagem e o tecido valorizem o tipo físico”, diz Elizangela Gomes, professora de moda da Sigbol Fashion. O modelo ideal, por sua vez, é aquele que não agrega volume ao corpo e não destaca áreas com excesso de peso.

+ Em Amor à Vida, Fabiana Karla mostra como a mulher plus size deve se vestir

+ 10 looks das passarelas que 'emagrecem' a mulher plus size

O sucesso do visual depende de um conjunto: modelo, tecido e lingerie. Com o corte império ou evasê - que tem uma marcação logo abaixo dos seios -, é fácil acertar, já que ele valoriza o busto e não marca o abdômen. Mas, aqui, a lista de opções também é extensa. “Ela pode usar godê, evasê amplo, drapeado na cintura. O segredo está no tecido, que tem que ser fluido para não agregar volume ao look”, diz a professora.

O tecido fluido, no entanto, exige atenção especial. “Tem que haver uma sobreposição de saias e a lingerie precisa estar adequada ao vestido, modelar o corpo sem apertar”, aconselha Elizangela. “Mas essa regra é válida para toda mulher, não apenas para a plus size”, reforça.

A seguir, inspire-se no visual das famosas e veja dicas para escolher o seu vestido para ser madrinha de casamento.

Adele

vestidos madrinha de casamento plus size

No altar também é possível usar estampas. “A mulher de silhueta plus size só precisa ter o cuidado de escolher o fundo mais escuro do que o próprio desenho, que não pode ser pequeno demais”, afirma a professora.

+ Moda plus size: veja os truques para valorizar o visual como Adele e Amber Riley

Amber Riley

vestidos madrinha de casamento plus size

O decote V é aliado da plus size na busca por um visual equilibrado. “Ele alonga o colo. E como deixa o busto à mostra, atrai o olhar para região e tira o foco do abdômen”, diz Elizangela.

Melissa McCarthy

vestidos madrinha de casamento plus size

Textura e pedraria estão liberadas, mas têm que ser posicionadas em regiões estratégicas. “Esses recursos não ‘quebram’ a silhueta quando não ficam nas áreas de maior volume do corpo. Dica: aplique os detalhes no decote ou na barra do vestido”, sugere.

Lena Dunham

vestidos madrinha de casamento plus size

Durante o dia, o vestido de uma madrinha pode ser curto. À noite, o ideal é que seja longo. Ao escolher um longo como o de Lena Dunham, é difícil errar. Mas, quando o modelo é curto, é preciso atentar-se às possibilidades: “ela só pode usar saia um pouco acima, no meio ou cobrindo totalmente o joelho”, recomenda. O salto, que fica em evidência nesse caso, não pode ser fininho.

Jill Scott

vestidos madrinha de casamento plus size

Textura na barriga pode, mas o decote tem que contribuir para alongar a silhueta. O modelo de Jill Scott, por exemplo, não é o mais adequado, mas já segue a regra. “O decote V funciona como uma continuação do drapeado e deixa a silhueta longilínea”, afirma Elizangela Gomes.

+ Martha Medeiros ensina noiva plus size a escolher o vestido certo