Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Noivas / Anuário 2009

Supla e João: a fórmula familiar

No Castelo de CARAS em NY, irmãos festejam o sucesso musical

Redação Publicado em 05/10/2009, às 19h28 - Atualizado em 07/06/2012, às 23h26

A fórmula do sucesso da dupla Brothers of Brazil - comprovado na intensa agenda de shows nacionais e internacionais e na comemoração do primeiro ano do programa Brothers, da Rede TV! - tem receita familiar. Filhos do senador Eduardo Matarazzo Suplicy (68) e da ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy (64), os irmãos Supla (43) e João Suplicy (35) festejaram no Castelo de CARAS em Tarrytown, a apenas 40 minutos de Manhattan, em New York, a excelente fase profissional e suas vitórias pessoais, celebradas sempre com o clã Matarazzo-Suplicy e ao lado de suas inseparáveis companheiras. O caçula João, por exemplo, não esconde a saudade que sente de seus herdeiros quando está em turnê pelo mundo. Casado com a humorista Maria Paula (38), do Casseta & Planeta, com quem tem Maria Luiza (5) e Felipe (1 ano e 3 meses), ele ressalta a falta dos pequenos em sua nova trajetória de viagens e na TV. "Para mim foi uma experiência nova, pois eu nunca havia trabalhado em televisão antes. Agora, já faz parte da rotina. O mais difícil é conciliar com a agenda de shows e ainda ter tempo para a família", afirma sobre a atração, que ganhará novos quadros para a próxima temporada. "Com a paternidade, você tem que aprender a doar o seu tempo. Quando estou com as crianças, o que mais gosto de fazer é sair de casa, fazer um passeio no parque, por exemplo", revela o pai-coruja, de DNA comprovado. A exemplo do irmão mais velho, cujo visual punk é marca registrada desde o início de sua carreira nos anos 1980 com as bandas Metrópolis e Tokyo, João preza pelos laços familiares até mesmo nos momentos em que se desentende com Supla em sua convivência quase diária. "Ele é muito carismático e tem uma presença de palco fora do comum. Tem uma personalidade forte, com a qual é difícil de lidar, mas a gente vai levando... Esse atrito faz parte, inclusive, do nosso processo criativo. É comum termos uma briga explosiva enquanto trabalhamos na composição de alguma música", explica o violonista. Os dois se apresentaram em New York durante a temporada do Castelo de CARAS, assistidos por uma plateia de vips brasileiros que, na grande maioria, conhecia pela primeira vez o som "punkanova" (uma mistura de bossa nova, punk, rock e MPB) dos irmãos Suplicy. "Eu conheço New York muito bem e tenho amigos aqui da época em que morei na cidade", disse Supla, que também fez a trilha sonora do desfile off-Semana de Moda de Geová Rodrigues (45) e fez questão de chamar amigos para o espetáculo. "Uma vez me encontrei com o Supla num voo para Florianópolis. Conversamos e ele é ótimo. Mas eu não conhecia o som. Só que agora posso dizer que amei", avalia a Miss Brasil 2008 Natália Anderle (23), uma das mais empolgadas com a musicalidade brasileira ao lado dos empresários Minolu Camicado (54) e Onófrio Laselva (54) e do promoter Alberto Bardawil (34). Além deles, Juan Alba (43) e seu irmão Henrique (34), Jorge Pontual (42) e Rômulo Estrela (25) também marcaram presença na badalada apresentação, que teve inserções como Mas Que Nada e O que É que a Baiana Tem?, além do repertório do CD, que é vendido a preço popular nas bancas. O show aconteceu no club Bowery Electric, que fica na Bowery Street com a 2th Street, bem no coração alternativo da Big Apple, a apenas alguns metros do lendário CBGB, meca do punk rock, de onde é possível olhar bem de perto para o edifício Empire State, arranha-céu de 102 andares de estilo art-decó que enfeita o skyline nova-iorquino como um dos símbolos da cidade. Presença quase constante nos shows da dupla, quem compartilhou os aplausos com o público brasileiro foi a cantora Brijitte West (42), namorada de Supla há dois anos. "A única coisa que é difícil é morar longe, eu em Londres e ele em São Paulo", confessou a britânica, que já fez muito sucesso musical com sua banda New York Loose e há pouco assumiu publicamente o romance com o brasileiro. Brijitte, que já esteve em São Paulo e conheceu a família brasileira do namorado, usa aliança na mão direita. "Tenho dois filhos de outro casamento e agora ganhei um terceiro, o Supla. A gente se diverte muito", contou, mesmo sendo policiada pelo amado, que evita falar sobre a paixão, apesar de garantir que o relacionamento é sério. Nos últimos dois shows internacionais, em New York e em Praga, na República Tcheca, Brijitte acompanhou o amado. "Já tocamos em Lisboa, Londres, New York, Los Angeles, San Diego, Paris e em Praga. Um lugar que nos marcou bastante foi Paris, que nos inspirou a fazer a música I Love The French, pois para tudo o que pedíamos por lá ouvíamos a resposta 'desolé', que significa 'sinto muito'. A música está no CD", diz João sobre o trabalho. Veja na TV CARAS o show de Supla e João Suplicy em New York e o making of das fotos no Castelo de CARAS: