Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Mesas de doces assimétricas garantem movimento à decoração da festa de casamento

Até as noivas mais clássicas estão seguindo a tendência de mesas de doces não tão certinhas como antigamente. Saiba como adotar essa decoração descontraída na sua festa de casamento e fuja do “visual restaurante”

Camila Carvas Publicado em 11/07/2013, às 16h04 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Vera Cid, da PartyInc, sugere usar vasos e outros objetos que combinem com a festa e diz que até as noivas mais clássicas têm optado pelas mesas assimétricas - Nanda Ferreira
Vera Cid, da PartyInc, sugere usar vasos e outros objetos que combinem com a festa e diz que até as noivas mais clássicas têm optado pelas mesas assimétricas - Nanda Ferreira

Mesmo que você queira se sentir como uma princesa e tenha sonhado com isso desde criança, a decoração da festa de casamento não deve seguir a linha "temas infantis prontos". Personalidade e movimento são fundamentais. E é por isso que, cada vez mais, até mesmo as noivas mais clássicas optam por uma mesa de doces assimétrica, não tão certinha como antigamente. "Significa que o bolo não vai estar centralizado e que os lados não serão espelhados, com a mesma quantidade de arranjos e pratos de doces iguais", explica Vera Cid, decoradora da PartyInc. "Dessa forma, cada mesa é única", completa.

+ Topos de bolo criativos dão tom divertido ao casamento. Inspire-se

+ Naked Cake: o bolo inovador que está conquistando as noivas

Segundo a decoradora Roberta Gouvea, "as mesas assimétricas estão em alta pois dão movimento para decoração, criando uma espécie de galeria de doces, para que os convidados se divirtam 'roubando um docinho' de qualquer lado da mesa".

Normalmente, quando se faz uma mesa de doces assimétrica, a decoração é trabalhada de um jeito mais descontraído. "Misture poltronas, pufes e almofadas diferentes, por exemplo", sugere Vera. Brincar com os centros de mesa é outra ideia que combina com esse clima menos rígido. "Sempre uso, no mínimo, três ou quatro tipos de centro de mesa, porque assim o espaço não fica com cara de restaurante", avalia a arquiteta e decoradora Adriana Malouf. Para ela, na mesa de doces, é possível variar a altura e os tipos de prato. "Também fica lindo misturar prata com cerâmica ou cristal", diz.

Para Vera, quanto mais solta a criação, melhor o resultado. Mas é preciso bom senso. E bom gosto, claro. "É muito difícil explicar para uma cliente que vamos usar uns oito tipos de materiais, mas que, no final, essa mistura generalizada enriquece a produção", diz. Usar peças de estilo, sem flores, como potiches (vasos de porcelana pintados) e estátuas que combinem com a festa também são boas opções. Mas o mais importante é destacar sem chocar. A assimetria deve ser curiosa, encantadora. E não uma bagunça. "É importante que seja agrádavel visualmente", diz Adriana. "Às vezes há tanta informação que não dá para enxergar". E, com certeza, não é esse o sonho de nenhuma noiva!

+ Bolos de casamento: o charme das texturas em pasta americana

+ Bolo de casamento: veja 17 ideias criativas dos famosos!