Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS
Música / Lembranças!

Zeca Pagodinho diverte fãs ao contar sobre seu trabalho antes de se tornar cantor: ''Eu nunca ia''

Cantor Zeca Pagodinho relembra trabalho antes de se tornar artista e arranca risadas dos seguidores ao revelar que não comparecia ao emprego

CARAS Digital Publicado em 07/01/2022, às 13h12 - Atualizado às 14h15

Cantor Zeca Pagodinho diverte a web com história sobre antigo trabalho - Reprodução/Globo/João Cotta
Cantor Zeca Pagodinho diverte a web com história sobre antigo trabalho - Reprodução/Globo/João Cotta

Zeca Pagodinho (62) arrancou risadas dos fãs nesta sexta-feira, 07, nas redes sociais!

Em seu feed no Instagram, o cantor relembrou seu trabalho antes de se tornar o artista de sucesso. Zeca também revelou que se juntava com os amigos para cantar um samba e que chegaram a ser flagrados pelo diretor da empresa na época.

"Eu falava pros caras: 'Cara, me manda embora, cara!' Eu faltava, eu saía cedo, chegava tarde... Os caras: 'Não, a gente gosta de você, cara'. Porque eu nunca ia trabalhar", começou falando no registro.

"Mas quando eu tava de férias, eu ia todo dia. Aí sempre um faltava, aí pá: 'Bota o uniforme aí! Vai ajudar a gente lá'. Aí eu: 'Po, vamo embora, não to fazendo nada mesmo'. Os caras falando: 'Esse cara é engraçado, quando ele tá trabalhando, ele não vem aqui. Tá de férias, todo dia ele tá aqui!'", continuou o compositor.

"Tinha um amigo lá, o Sinivaldo, que levava o cavaquinho. Tinha o Valter, Valter da Formiga, tocava na bandeja, Sinval no cavaco, e eu cantando batucando na pia, e um na vigia pra ver se vinha algum diretor. Quando vinha, desarmava tudo. Teve um dia que o diretor ficou parado na porta, a gente distraídão, empolgado, quando o cara falou, aí pá, parou! Aí ele falou: 'Ô, ô, ô, canta esse samba de novo aí que eu gostei!'", finalizou. 

"Zeca Pagodinho, o sambista de carteira assinada! Antes de se consagrar como artista, Zeca Pagodinho teve vários outros trabalhos. Mas nem sempre ele trabalhava tanto assim", escreveu a equipe do artista na legenda do post.

"Canta esse samba aí de novo que eu gostei", brincou Vitão nos comentários. "Aquelas histórias que a gente AMA ouvir. Mestre!", disse uma seguidora. "Melhor pessoa desse país", exaltou outra. "O sambista perfeito!", destacou mais um. 

Zeca Pagodinho usa fardão em posse na Academia Brasileira de Cultura

Zeca Pagodinho se tornou imortal na Academia Brasileira de Cultura recentemente. Para tomar posse, ele surgiu todo produzido usando fardão e medalhão e aproveitou para celebrar o Dia do Samba, comemorado no dia 02 de dezembro. "No Dia Nacional do Samba, vale lembrar que esse gênero musical, verdadeiro DNA do povo brasileiro, já foi marginalizado e seus artistas perseguidos pela polícia. O mundo se transformou, finalmente, e hoje Zeca Pagodinho é membro da Academia Brasileira de Cultura, levando sua arte para todos os lugares, sem preconceito! Viva os sambistas, que reverenciam sua herança ancestral nas rodas de samba, seja em shows lotados, nas academias, nos botecos e nas comunidades desse Brasilzão!", disse em sua rede social.

Confira: