musica POLÊMICA

Taylor Swift revela que Scooter Braun a proibiu de cantar suas músicas em premiação

Taylor Swift diz que Scooter Braun não a permitiu que cantasse suas músicas no American Music Awards

CARAS Digital Publicado sábado 16 novembro, 2019

Taylor Swift diz que Scooter Braun não a permitiu que cantasse suas músicas no American Music Awards
Taylor Swift revela que Scooter Braun a proibiu de cantar suas músicas no American Music Awards - Foto Montagem/Instagram/Getty Images

Mais um capítulo da briga entre Taylor Swift e Scooter Braun veio à tona nesta quinta-feira, 14!

A cantora está acusando o empresário de proibi-la de cantar suas próprias músicas no American Music Awards, premiação que acontece no dia 24 de novembro e em documentário produzido pela Netflix.

As desavenças entre Taylor e Scooter começaram quando o empresário comprou a antiga gravadora da loira, se tornando dono de todas as músicas dela. A cantora ficou revoltada com a situação e desabafou nas redes sociais, dizendo que Braun já fez bullying com ela.

De acordo com Tay, Scooter a proibiu de cantar suas músicas no AMA, premiação em que ela ganharia o prêmio de Artista de Década. Ela estava pretendendo fazer um medley com as faixas mais marcantes da sua carreira.

A cantora usou as redes sociais para desabafar mais uma vez: "Gente, foi anunciado recentemente que o American Music Awards vai me presentear com o prêmio de Artista da Década durante a cerimônia deste ano. Eu estava planejando apresentar um medley com os meus hits desta década no evento. Scott Borchetta e Scooter Braun me disseram agora que eu não tenho permissão para apresentar minhas músicas antigas na TV porque eles alegam que isso seria regravar minhas músicas antes que eu seja autorizada a fazer isso, no ano que vem.", dizia parte do texto.

Entretanto, a gravadora Big Machine Records se pronunciou em um comunicado através da Billbord negando a versão de Taylor, afirmando que ela está mentindo e ainda a acusaram de estar devendo milhões de dólares para a empresa.

"Como parceiros de Taylor por mais de uma década, ficamos chocados em ver os depoimentos no Tumblr dela ontem baseados em informações falsas. Em nenhum momento dissemos que Taylor não poderia se apresentar no AMA ou bloqueamos seu especial para a Netflix. Na verdade, nós não temos o direito de proibi-la de se apresentar ao vivo onde quer que seja. Desde que Taylor tomou a decisão de deixar a Big Machine no último outono, nós continuamos a honrar todos os seus pedidos de licença de catálogo a terceiros enquanto ela promove seu atual álbum, no qual não temos participação financeira. A verdade é que Taylor admitiu dever milhões de dólares contratualmente à nossa empresa, que é responsável por 120 dedicados trabalhadores que a ajudaram a construir sua carreira." dizia parte do comunicado.

Último acesso: 05 Jul 2020 - 01:05:32 (335146).