Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Música / Nostalgia

Shakira retorna ao Brasil após 7 anos com show recheado de hits dos anos 90

Ainda em processo de recuperação, a colombiana poupou suas cordas vocais em alguns momentos da apresentação

Baárbara Martinez e Marina Scherer Publicado em 22/10/2018, às 11h00 - Atualizado em 23/10/2018, às 14h32

Shakira arrasa no primeiro show de São Paulo - Divulgação/ Stephan Solon / Move Concerts
Shakira arrasa no primeiro show de São Paulo - Divulgação/ Stephan Solon / Move Concerts

Demorou, mas ela voltou! Shakira quebrou o jejum de sete anos desde que fez seu último show no Brasil, em 2011. A artista animou a noite de 45 mil pessoas no Allianz Parque no domingo, 21.

Com uma grande produção, a colombiana entrou ao palco cantando Estoy Aquí, anunciando para os fãs que o show tão aguardado era realidade. 

Entre um discurso de saudade e outro, a cantora relembrou seus maiores sucessos dos anos 90 em uma sessão nostálgica com direito a Dónde Estás Corazón, Si Te Vas e  – e fez algumas lágrimas escorrerem dos olhos dos fãs mais antigos. 

Emocionada com a reação do público, a mulher de Gerard Piqué fez questão de ressaltar que estava com saudade do país, após passar tanto tempo sem visitá-lo. “Que bom estar com vocês novamente, tão perto de mim. Obrigada por estarem aqui”, disse ela, abrindo o coração. 

Com um show repleto de hits, a latina não deixou de fora os sucessos com parceiros incríveis do mundo musical. Relembrando os feats que conquistou na carreira, nas músicas Pierro Fiel, Chantaje, La Tortura e Bicicleta, a loira exibiu no telão imagens de Nicky Jam, Maluma,Alejandro Sanze Carlos Vives, respectivamente. 

Na canção Inevitable, Shakira surpreendeu ao surgir no palco solando na guitarra com uma pegada bem rockeira. Já em Antologia, a versão acústica fez com que os fãs percebessem a dificuldade de cantar da loira, que passou por um tratamento de sete meses nas cordas vocais, que a fez até adiar a El Dorado World Tour.

“É um milagre”, disse ela durante um discurso emocionante logo no início da apresentação, antes de cantar Nada, de seu último CD.

Dança do ventre, claro, não faltou, e para variar, ela deixou os fãs de queixo caído ao mostrar o rebolado tão característico de sua trajetória. 

A colombiana soube como captar a atenção do público a cada música, desde as mais lentas, até as mais dançantes.

A voz do público, que em muitos momentos estava mais baixa do que o normal, foi ouvida com fervor nos hits mais famosos do show, como Estoy Aquí, She Wolf, Hips Don't Lie, e o ápice: La la la com Waka Waka -- relembrando as Copas do Mundo. 

Shak segue no país com sua turnê. A loira se apresentará ainda em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, na terça-feira, 23.