Música Justiça!

Rihanna faz crítica a Donald Trump após sequência de tiroteios nos Estados Unidos

Rihanna durante sua passagem pelo Coachella em 2018
Rihanna durante sua passagem pelo Coachella em 2018 Foto/Destaque Instagram


Após os massacres, Rihanna e várias celebridades lamentaram os massacres nos EUA

Estamos vivendo dias difíceis e sombrios, em menos de 24h depois de um ataque a uma escola em El Paso, no Texas, que deixou 20 pessoas mortas e um número alto de feridos, um novo tiroteio, desta vez na cidade de Dayton, em Ohio, tirou a vida de outras 9 pessoas. 

Após os massacres, várias personalidades e celebridades lamentaram o ocorrido e uma delas foi Rihanna. Após ter lido os comentários feito por Donald Trump, atual presidente dos Estados Unidos da Ámerica no Twitter, classificando os ataques como simplesmente tiroteios, a cantora decidiu acusá-lo de ter sido eufemista com a situação e declarou que o massacre foi um terrorismo.

Mais Notícias

Demostrando empatia e solidariedade às vítimas dos atentados, Rihanna criticou as posturas do presidente quanto a imigrantes e ao chamado “gun control”, política de armamento em vigor no país. 

“Mmmm… Donald, você soletrou “terrorismo” errado. Seu país sofreu 2 ataques terroristas consecutivos em poucas horas, deixando quase 30 pessoas inocentes mortas. Isso aconteceu poucos dias depois de outro araque terrorista na Califórnia, onde um terrorista pôde comprar uma arma LEGALMENTE em Las Vegas e então dirigir horas para um festival de comida em Cali, deixando mais 6 pessoas mortas, incluindo uma criança.", desabafou a cantora.

"Imagine um mundo onde seja mais fácil ter uma arma do que um visto. Imagine um mundo em que construam um muro para manter os terroristas na América? Minhas orações e mais sinceras condolências para os familiares de todas as vítimas no Texas, Califórnia e Ohio. Sinto muito pela sua perda, ninguém deve morrer dessa forma. Ninguém”, finalizou.

Recentemente, Madonna trouxe cenas reais de protestos por maiores restrições à venda de armas de fogo, e termina com uma frase da escritora e ativista Angela Davis: "Eu não vou mais aceitar as coisas que não posso mudar. Eu vou mudar as coisas que não posso aceitar".

O clipe também pode ser lido como uma referência a um tiroteio em massa específico: o da boate Pulse, em Orlando (EUA). Em 12 de junho de 2016, um jovem invadiu a boate LGBTQ+ armado e matou 49 pessoas, ferindo outras 53.

por CARAS Digital!
Atualizado segunda 5 agosto, 2019 (325346) | 18/08/2019 21:20:54

Mais conteúdo sobre:

ASSINE E GANHE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  1. 1 Fausto Silva se irritou com a música do programa e invadiu os bastidores da atração para reclamar Faustão invade bastidores do programa e reclama de música
  2. 2 Conheça os participantes da Dança dos Famosos 2019
  3. 3 Reynaldo Gianecchini posa sem camisa e brinca: ''De molho''
  4. 4 Michel Teló leva os filhos para o 'Domingão do Faustão'
  5. 5 Carol Dantas emociona ao homenagear o filho, Davi Lucca
  6. 6 Whindersson Nunes desabafa após tentativa de assalto
  7. 7 Leo Dias curte piscina com Fontenelle e Mara Maravilha
  8. 8 Nego do Borel é pego na Lei Seca e tem CNH recolhida
  9. 9 Isis Valverde curte dia de praia com Rael e grupo de amigas
  10. 10 Laura Neiva comemora aniversário de um ano da irmã