Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

No Dia da Consciência Negra, Thiaguinho e Roberta Rodrigues falam de preconceito racial

'Já fui humilhada, processei e ganhei', conta a atriz. 'Música e esporte não são os únicos caminhos para os negros', afirma o cantor

CARAS Digital Publicado em 20/11/2014, às 11h37 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Roberta Rodrigues e Thiaguinho - Globo/Paulo Belote e Globo/Renato Rocha Miranda
Roberta Rodrigues e Thiaguinho - Globo/Paulo Belote e Globo/Renato Rocha Miranda

No Dia da Consciência Negra, dois artistas de destaque na TV e na música falam o que pensam sobre o preconceito. O cantorThiaguinhodiz que nunca sofreu discriminação no mundo da música e admite que é uma grande responsabilidade ser referência para os fãs. Ele condena os estereótipos e procura sempre aconselhar as pessoas a lutarem por seus objetivos.

"O que eu digo sempre é que faço música, mas estudei também. Falo para as pessoas que me seguem que música e esporte não são os únicos caminhos para os negros. Temos vários exemplos disso hoje como o Joaquim Barbosa [ex-ministro do Supremo Tribunal Federal] e o Obama [presidente dos Estados Unidos]. Exemplos que mostram que o negro é capaz de tudo, e essa distinção não é legal. Mas, infelizmente, culturalmente isso ainda existe", disse Thiaguinho ao site do Encontro com Fátima Bernardes.

A atriz e cantora Roberta Rodrigues, moradora do Vidigal, no Rio de Janeiro, conta que já sofreu preconceito, mas que não se deixou abater. "Muita gente diz que por ser negra tenho que provar 10 vezes o meu talento. Sem problemas, posso provar 1000 vezes", afirma. "Lá fora o preconceito é declarado e aqui ele é velado. A gente vive no país mais hipócrita da vida. As pessoas falam que melhorou, mas como artista, mulher negra, nascida na comunidade, afirmo que não melhorou", diz a vocalista da banda Melanina Carioca. "Já fui humilhada, processei e ganhei o processo. Acredito que essas pessoas vêm para testar sua fé, e a minha é inabalável", confessa.