musica Eita

Nicki Minaj apoia rapper acusado de pedofilia e conspiração de assassinato

6ix9nine carrega diversos processos criminais e ameaças de sentenças de prisão perpétua

CARAS Digital Publicado sexta 23 novembro, 2018

6ix9nine carrega diversos processos criminais e ameaças de sentenças de prisão perpétua
Nicki Minaj - Getty

Daniel Hernandez, conhecido por Tekashi 6ix9ine, é um jovem músico turbulento e problemático. Aos 13 anos, foi expulso da escola e perdeu o pai. Passou a vender maconha e trabalhar em diversos empregos para ajudar em casa. 

Crescendo, mostrou ter talento e acabou virando rapper. Em 2018, aos 22 anos, emplacou com o hit Fefe, ao lado de Nicki Minaj. A música o lançou para o estrelato. 

Porém, diversas polêmicas, processos e ameaças de prisão o acompanham. Em 2015, um vídeo de sexo seu vazou em diversos lugares da internet. Na época da gravação, o garoto tinha 18 anos. A menina que o acompanhava tinha 13. 

Ele foi processado por pedofilia e pelo uso de criança em performance sexual. Declarado culpado, em 2017 cumpria um acordo judicial que, entre outras, o proibía de cometer outros crimes para evitar prisão. 

Porém, depois disso, o jovem foi acusado de assalto a mão armada, agressão física e envolvimento com gangues. Uma polêmica ocorrida no meio de novembro deste ano o levou para a cadeira: crime organizado e atirar contra pessoas na rua. 

Sua colega Nicki Minaj, porém, resolveu apoiá-lo nesta hora. Em seu Instagram, postou uma ilustração representando o colega. "Danny, eu te amo, e estou orando por você, pela sua mãe, pela sua filha e pela mãe dela neste tempo", escreveu na legenda. 

Se condenado, pode pagar uma pena de 32 anos por envolvimento com gangue, além de perpétua pelos outros crimes. O músico chegou a oferecer toda a sua fortuna como fiança, mas o pedido foi negado por alegações do juíz que ele seria perigoso. 

 

Último acesso: 30 Sep 2020 - 11:47:53 (309503).

TV CARAS