CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Música / Vida pessoal

Ney Matogrosso reage ao ser questionado sobre medo da morte: 'Certeza'

Aos 82 anos de idade, o cantor Ney Matogrosso negou temer a morte e brincou ao mencionar a longevidade da mãe, dona Beita

Ney Matogrosso - Foto: Globo/João Cotta
Ney Matogrosso - Foto: Globo/João Cotta

Durante uma palestra na Rio2c, o maior evento de criatividade da América Latina, o cantor Ney Matogrosso abriu o coração e falou sobre sua vida pessoal e as expectativas para o futuro. Sincero, o artista de 82 anos contou ao público presente que não teme a morte.

"Me perguntam sobre a morte, e eu olho com naturalidade. Procuro estar tranquilo, sem tremer de medo. A única certeza que a gente tem aqui é a morte. Não temos outra certeza na vida além dessa. Então, procuro estar tranquilo diante dessa ideia", iniciou ele.

"Espero chegar lá na hora tranquilo. Não tenho medo, porque também não há o que temer", declarou, mencionando o fato de sua mãe, dona Beita de Souza Pereira, possuir 103 anos: "Tenho até medo de chegar lá", brincou.

Em seguida, Ney Matogrosso recordou o momento em que saiu de casa, aos 17 anos. De acordo com o cantor, o maior desafio da época foi enfrentar o pai que era militar. "A maior autoridade da minha vida eu encarei dentro de casa. Saí de casa aos 17 anos. Ele disse: 'Você não vai sair de casa', porque naquela época o homem saía de casa com 21 anos para casar. O homem não saía de casa com 17 anos para viver. E eu fui", disse.

++ Ney Matogrosso recorda foto ao lado de Cazuza

E completou: "Saí de casa para viver. Ele me disse: 'Se você sair de casa, nunca vou te ajudar em nada.' Eu disse: 'Pai, não quero nada de você, quero viver minha vida'". O famoso ainda contou que mantém a saúde mental em dia com ajuda de terapia.

"Cuidei de vários aspectos. Fiz terapia baseada em eliminar influências maternas e paternas. Você tem que matar seu pai, matar sua mãe, vê-los numa mesa com quatro velas. É tudo parte do processo. A meta é você não reproduzir seu pai e nem sua mãe, nem positivamente, nem negativamente, porque você pode se rebelar contra eles e ainda assim ser influenciado", explicou.

"Você não pode nem para o bem nem para o mal reproduzir, você tem que achar quem você é. Quem foi a criança lá atrás, quem era essa criança. Eu vi a vida diferente do que eu fui. Era diferente. Eu era uma criança toda assim para fora e eu sempre fui todo para dentro. Então, cuido muito da saúde mental até hoje", concluiu ele.

Expectativas para o futuro e cenário atual da música

Em relação ao futuro, Ney Matogrosso revelou não possuir metas. "Vou indo até onde vou chegar, não sei. Não é uma preocupação para mim. Nunca me submeti a nada, faço o que eu quero", declarou o cantor.

O cenário atual da música brasileira também foi pauta durante a palestra. Ele, então, explicou que existe uma dificuldade para opinar sobre o assunto. "A gente não tem mais espaço para ouvir música como antes. Não temos mais o rádio a favor, não tem mais uma plataforma onde você possa conhecer o que está sendo feito. Se você não for atrás, não tem como saber. A gente fica limitado a um circuito muito pequeno", disse.

O cantor ainda ressaltou que não existe um único estilo musical que o defina, deixando claro que produz aquilo que o interessa, independente do gênero: "Estou fazendo um próximo trabalho que é bem diverso, como Titãs. Não estou preocupado em lançar inéditas", garantiu.