musica Luto!

Ludmilla desabafa sobre morte de João Pedro: ''Isso precisa acabar''

João Pedro foi morto dentro de sua casa durante uma operação policial em uma comunidade no Rio de Janeiro

CARAS Digital Publicado quarta 20 maio, 2020

João Pedro foi morto dentro de sua casa durante uma operação policial em uma comunidade no Rio de Janeiro
Ludmilla se pronuncia sobre morte de João Pedro - Reprodução/Instagram

LUTO! Ludmilla também lamentou a morte de João Pedro, de apenas 14 anos!

O adolescente foi morto durante uma operação policial no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro.

No Stories de seu Instagram, a cantora se manifestou sobre o ocorrido. "To aqui pensando em João Pedro e na família dele, pensei em Lucas, Kauã, Ágatha, jeniffer e nessa impotência que a gente sente. Isso precisa acabar!".

E usou as hashtags João Pedro Presente e Vidas Negras Importam.

Ela também repostou um texto de Djamila Ribeiro. "Fiquem em casa, dizem. Pois João Pedro Mattos estava em casa, brincando com seus primos, quando seu corpo foi mutilado com as balas perdidas que só encontram corpos negros. Domingo, estava assistindo a um telejornal, numa matéria em que falava sobre essa Operação que subia uma comunidade e matou várias pessoas no Complexo do Alemão, como se fosse a coisa mais normal do mundo. É normalizado, não deve ser normal.Cenas do Caveirão do Bope, veículo conhecido do Tropa de Elite, filme que ainda é exibido semanalmente, apesar de glorificar tortura, corporação e máquina de guerra genocidas para depois a matéria cortar para uma pessoa da polícia, penso que o delegado, dizer que era para a população ficar tranquila, pois não havia morrido nenhum "inocente". Historicamente ninguém dessas comunidades é ouvido em matérias como essa e, dessa vez, o formato se repetiu. Mais um discurso de supremacia branca produzido com sucesso na televisão, um discurso que produz mortes. João Pedro Mattos foi uma delas, juntando-se a Amarildo, Claudia, Ágatha e outras milhões de pessoas. Alvejado, e sob o risco de atrapalhar a sinfonia assassina entre polícia, governo e mídia, seu corpo foi subitamente colocado em um helicóptero, sem ninguém de sua família, que ficou dezesseis horas sem saber seu paradeiro! 16 horas! Tempos depois, após uma campanha na internet, descobriu que o corpo do menino estava no IML. O horror... o horror... Vale dizer, o governador do Rio de Janeiro foi eleito sob a promessa de uma política genocida, mais ainda da que já era praticada. Disse que sob seu comando a polícia ia mirar e “atirar na cabecinha”. Enojante, tudo muito revoltante. Existe uma guerra contra a população negra desse país. João Pedro, presente!".

Muitos artistas, como Felipe Andreoli, Ivete Sangalo, entre outros, também desabafaram sobre a crueldade da situação.

Ludmilla fala sobre morte de João Pedro

Receba notícias da CARAS Brasil no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!

Último acesso: 04 Jun 2020 - 23:41:44 (352316).