CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Música / RELEMBRE

Longe da TV, atriz e cantora gravou Roberto Carlos em japonês

Rosa Miyake, conhecida como a bonequinha da Jovem Guarda, em 1960, foi amiga de Roberto Carlos e a primeira descendente de asiáticos a protagonizar uma novela no Brasil

Rosa Miyake e Roberto Carlos nos bastidores do programa da Rádio Santo Amaro, em São Paulo, nos anos 60 - Foto: Rosa Miyake
Rosa Miyake e Roberto Carlos nos bastidores do programa da Rádio Santo Amaro, em São Paulo, nos anos 60 - Foto: Rosa Miyake

A atriz e cantora Rosa Miyake (79), foi sucesso nos anos 60. Conhecida como a bonequinha da Jovem Guarda, a artista teve uma carreira promissora na música, até migrar para a televisão, onde realizou novelas e foi apresentadora. Em 1970, Rosa apresentava o Imagens do Japão, programa da TV Tupi, dedicado a comunidades orientais de São Paulo, e através da sua amizade com Roberto Carlos (83), ele foi um dos convidados do seu programa e juntos, cantaram em japonês.

Na ocasião, os cantores interpretação a canção em japonês Sukiyaki, que a própria Rosa ensinou a ele, resultando em uma salva de palmas do público em pé. No livro Rosa da Liberdade, a história da Rosa Miyake, do autor Ricardo Taira, a ex-apresentadora conta como foi a participação de Roberto Carlos no programa: Um dia, Mario Okuhara, meu empresário, chamou o Roberto Carlos para se apresentar na rádio Santo Amaro. E eu teria que ensinar o Roberto a cantar em japonês! Imagine… Ensinei o "Sukiyaki". Ele colocou a letra da música coladinha no violão e tocou tão lindo. A platéia aplaudiu de pé. O Roberto Carlos cantando em japonês! E eu fiquei feliz, porque eu é quem tinha ensinado."

Rosa Miyke e Roberto Carlos ensaiam
Foto: Arquivo Pessoal Rosa Miyke

Além de ter estado a frente do Imagens do Japão, durante mais de 30 anos, a artista foi a única atriz de origem oriental a protagonizar uma novela no Brasil, em Yoshico, Um Poema de Amor, também na TV Tupi. Ela também esteve nas emissoras Excelsior, Bandeirantes e Gazeta.

Como cantora o seu maior sucesso nacional foi o Jingle Urashima Taro, utilizado na propaganda que a empresa de aviação Varig fez para divulgar os primeiros voos diretos entre o Rio de Janeiro-RJ e Tóquio.