Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Música / Carreira

Kelly Key comemora 20 anos do sucesso de 'Baba': ''O tempo voa''

Kelly Key reflete sobre a música 'Baba' e comemora sucesso

CARAS Digital Publicado em 26/01/2021, às 10h02 - Atualizado às 10h25

Kelly Key comemora 20 anos do sucesso de 'Baba': ''O tempo voa'' - Reprodução/Instagram
Kelly Key comemora 20 anos do sucesso de 'Baba': ''O tempo voa'' - Reprodução/Instagram

Kelly Key está comemorando os 20 anos de sucesso da música Baba, um dos seus maiores hits.

Em conversa com o GShow, a cantora refletiu sobre a Kelly de 2001: "Comecei aos 17 anos e o que vejo é que não mudou a minha responsabilidade. Sempre fui jovem e imatura, mas sempre fui muito responsável. Eu entendia a minha importância para o público. O balanço que faço é que é muito mais legal ser reconhecida pela Kelly pessoa, pelas minhas qualidades e defeitos, pelas minhas conquistas. Achava muito legal quando a música chegava em primeiro lugar nas paradas. Mas ser abordada nas ruas e nas redes sociais dizendo você é uma referência como mulher, mãe e esposa é muito melhor".

Em outro momento, ela ainda falou sobre trajetória: "Eu tenho muito orgulho da minha caminhada, da minha trajetória, do que eu passei".

A loira, que está em Portugal com a família não descarta a possibilidade de retornar ao Brasil. "No início da quarentena passei 3 meses no Brasil e depois vim para Portugal. Fiquei muito reservada em 2020. Acho que cada um lidou de uma forma diferente, mas foi um ano transformador para todos. Minha turnê tinha sido cancelada, então cancelei todos meus compromissos e viajamos. Porque meu marido (Mico Freitas) tem empresas aqui e também temos família aqui. Mas agora é a hora de voltar e, principalmente porque está um inverno muito grande. Precisamos fazer outras coisas também, mas não penso em mudar do Brasil. Temos casa em Portugal e Angola, então viajamos todos os anos para todos os lugares, pois temos negócios nos 3 países, fora do universo da música. Neste ano de 2021, por exemplo, vamos precisar nos dedicar mais a Angola. Mas a gente está respeitando todas as regras de segurança para poder trabalhar da melhor maneira possível", concluiu.