Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Justin Timberlake faz selfie durante votação e pode ser preso nos EUA

O cantor infringiu a lei norte-americana ao publicar uma foto no momento da votação no Tennessee

CARAS Digital Publicado em 26/10/2016, às 08h49 - Atualizado em 19/08/2020, às 17h37

Justin Timberlake faz selfie durante votação e pode ser preso nos EUA - Twitter/Reprodução
Justin Timberlake faz selfie durante votação e pode ser preso nos EUA - Twitter/Reprodução

Justin Timberlake fez uma selfie enquanto registrava seu voto nas eleições dos Estados Unidos e pode acabar preso por 30 dias.

Segundo as leis do estado do Tennessee, é proibido tirar fotos ou fazer qualquer registro do momento da votação -- como acontece em todo o Brasil. Quem for flagrado infringindo a lei -- como é o caso de Timberlake, que ainda expôs publicamente o momento do voto nas redes sociais -- pode ficar 30 dias na prisão e pagar uma multa de US$ 50 (cerca de R$ 155).

Na realidade, o cantor fez o post como forma de incentivar os norte-americanos a participarem das eleições gerais previstas para 8 de novembro. Mas em algumas cidades os moradores já podem antecipar o voto, que não é obrigatório.

"Hei! Você! Sim, você! Eu voei de Los Angeles para Memphis para votar! Sem desculpas, meu povo. Pode haver votações antecipadas em sua cidade também. Se não, em 8 de novembro! Escolha ter uma voz! Se você não tiver, eles não poderão ouvir vocês. Saia e vote! Exerça seu direito ao voto", disse Timberlake na legenda da imagem -- publicada e já deletada [veja abaixo] -- em suas redes sociais.

Segundo o site TMZ, o escritório da procuradoria do distrito já está investigando o caso contra o artista.