Exclusivo: Day fala sobre o lançamento da sua nova música, Geminiana

Em exclusiva para a CARAS Digital, a cantora Day falou sobre sua nova música e projetos futuros

Natalia Queiroz Publicado quinta 14 novembro, 2019

Em exclusiva para a CARAS Digital, a cantora Day falou sobre sua nova música e projetos futuros
Day fala sobre sua nove música, Geminiana - Instagram

A cantora Day lançou na última sexta-feira, 8, a música Geminiana.

A canção veio acompanhada de um videoclipe que foi inspirado na vida da artista e retrata a história de amor entre duas mulheres, além da dificuldade de aceitação das relações homoafetivas.

Em entrevista exclusiva com a CARAS Digital a cantora falou sobre a inspiração da música, seus planos e sobre a gravação do vídeo. Confira:

Como foi a composição dessa música? Qual foi a sua inspiração?

Foi em dezembro do ano passado, eu e Tie (meu empresário) tínhamos acabado de sair de uma festa e estávamos meio bêbados mas queríamos fazer uma música mais dramática de qualquer jeito. Com sorte a Carol estava em casa sóbria e ajudou a gente a criar Geminiana. Não teve uma inspiração direta na hora de escrever a música, diferente do clipe.

Como foi o processo para a gravação do clipe? Você que decidiu tudo? 

Queria fazer um clipe que não fosse só um conjunto de imagens bonitas. Queria falar alguma coisa, passar algo. Quando encontrei o diretor, Edu Pimenta, começamos a trocar ideia e alinhar as referências e acima de tudo a mensagem que queríamos passar. Eu participei de todo o processo.

Como foi a sua turnê? 

Minha tour acabou semana passada, em Porto Alegre. Foram mais de 10 cidades e foi maravilhoso. Minha primeira tour com banda, do jeito que eu queria. Muito realizada.

Qual a música você mais gosta de cantar em show?

Eu amo cantar Na Sua Mão e Tanto Faz nos shows! São minhas favoritas.

Quais seus planos para 2020? 

Lançar muita música, fazer muitos shows e trazer cada vez mais pessoas para curtir meu trampo.

Você é uma das cantoras assumidamente lésbica. Como foi para você se assumir no meio artístico com pouco representatividade? 

Na verdade, não acho que eu tenha “me assumido” no meio artístico. Já apareci assim, desde o começo. Nunca escondi no The Voice, no meu canal etc. No meu caso, fluiu com muita naturalidade e luto para que isso se torne cada vez mais natural não só no meio artístico, mas em todos os meios.

O videoclipe tem um discurso leve sobre as relações homoafetivas. Quais os conselhos você dá para as meninas/mulheres que têm receio de seguir uma carreira por conta da sexualidade?

Eu diria que não tem nada que faz alguém mais feliz do que ser livre, e se aceitar é uma forma de liberdade. Eu diria também para tratar o fato de você “ser LGBTQ+” com normalidade e naturalidade, que pode ser que isso influencie a forma com que as pessoas olham para você. E se não influenciar positivamente, lembre-se que o problema são as pessoas e nunca você por ser LGBTQ+.

Último acesso: 02 Dec 2021 - 08:59:07 (335041).

Day

Leia também

TV CARAS