musica Polêmica

Eduardo Costa rebate críticas após xingar a namorada

Cantor foi acusado de ter atitudes machistas com a modelo Victória Villari

CARAS Digital Publicado quinta 30 agosto, 2018

Cantor foi acusado de ter atitudes machistas com a modelo Victória Villari
Eduardo Costa é criticado após xingar a namorada - Reprodução Instagram

Eduardo Costa se envolveu na maior polêmica nas redes sociais nesta quarta-feira, 29. 

Tudo começou quando o cantor decidiu filmar a namorada, a modelo Victória Villari, durante seu treino na academia. No vídeo, o sertanejo criticou as roupas usadas pela amada e a ofendeu. "Essa é a roupa da mulher na academia. Não tem um pingo de vergonha na cara, essa filha da p****. Isso é roupa? Você tem que se comportar. Tem que ter vergonha na sua 'fuça'", disse ele.

Os internautas não aprovaram a fala de Eduardo e o acusaram de ser machista. "Você tem que respeitar a sua namorada", falou uma pessoa. "Você humilhou ela na academia. Que coisa feia", repreendeu outra. 

Ao ver as críticas, o cantor não se abalou e rebateu. “A minha mulher usa roupa curta, usa a roupa que ela quiser. Mas, se eu falar para ela não usar, ela não vai usar, ué! Não é porque o corpo é dela, as regras são dela, que ela não tem que me respeitar. Se eu pedir para não usar certo tipo de roupa, ela não vai usar. Sempre que ela coloca uma roupa ela chega e me fala: 'Gostou? Está bonito? Posso ir assim?'. Tem roupa que eu não quero que ela coloque. Não é porque eu sou ciumento, é porque às vezes é constrangedor. A Vitória é muito bonita, se ela coloca uma roupa muito curta, ela fica muito gostosa. Então tem hora que eu falo que não quero que ela vá com alguma roupa. Se em algum momento eu falo para a minha mulher que eu não quero que ela use uma roupa, não tem nem discussão, ela simplesmente troca. Eu não sou ditador, ela sempre vem me perguntar se eu gosto das roupas. Eu também pergunto para ela e se ela falar que não gostou, eu troco", afirmou ele. 

Irritado, ele continuou: "Quando eu saio para trabalhar, minha mulher não vai para a noite, para boate, eu não deixo. Se isso me coloca como machista, pode me chamar de machista, mas eu não acho que eu sou. Eu vou continuar brincando com a minha mulher, chamando-a de filha da p****, da mesma forma como ela brinca comigo. O Instagram é meu, a mulher é minha e eu faço o que eu quiser. Minha mulher não é escrava, ela brinca e eu brinco. Ela dá tapa em mim e eu dou tapa nela, é brincadeira nossa”, concluiu.

Último acesso: 02 Jul 2020 - 03:56:57 (306210).