musica Show

Ed Sheeran se despede de São Paulo com aviso de que vai demorar para voltar

A segunda noite de show teve os ingressos esgotados e focou nos fãs mais fiéis

Isabella Galante Publicado sexta 15 fevereiro, 2019

A segunda noite de show teve os ingressos esgotados e focou nos fãs mais fiéis
Ed Sheeran encantou os brasileiros mais uma vez - Reprodução/ Instagram

Com uma pontualidade britânica, Ed Sheeran subiu ao palco do Allianz Parque nesta quinta-feira, 14, para o segundo show na capital paulista. Aos berros, os fãs receberam o ruivo que entoava Castle On The Hill.

O público de mais de 40 mil pessoas fez esgotar os ingressos para a apresentação, que apesar da pouca produção, manteve o compasso animado.

O talento do artista é inquestionável. Ele, acompanhado de seu violão e o pedal do sistema de som, cria um ambiente especial para crianças, adolescentes, adultos e casais apaixonados.

O músico que mais faturou com shows em 2018 encanta pelo carisma. Até mesmo as várias pausas para água fazem com que a gente deseje que o coitado não pare e siga direto para não perder o ritmo.

O preço dos ingressos se justifica pelo equipamento fantástico que o acompanha, incluindo os telões, que eram um espetáculo à parte, demonstrando o carinho e o cuidado de quem pensou em cada detalhe da projeção temática para cada canção.

Durante a execução, Ed reforçou em duas oportunidades que vai levar 4 ou 5 anos para retornar ao país. Isso se deve, provavelmente, à produção de um álbum novo, já que essa turnê é a mesma de 2017 e desde então, poucas músicas novas foram lançadas.

A chuva assustou, mas não molhou os admiradores que cantaram em coro até as composições pouco conhecidas.

A setlist não é uma repetição do que se encontra em seus álbuns, porque integra variações das melodias originais, versões extendidas e medleys, como Kiss Me / Hearts Don't Break Around Here / Give Me Love, que ocupou uma das faixas.

The A Team, que está presente em todas as suas apresentações desde seus 18 anos, nos transportou para 2011, num momento de nostalgia.

Como novidade para quem assistiu ao primeiro show na cidade, Love Yourself foi acrescentada com a revelação de que ele escreveu o hit que ficou durante anos esquecido em seu computador até ceder para um amigo, no caso Justin Bieber.

O britânico mantém a humildade e simplicidade de seus primeiros shows, mas certamente sabe encantar corações. Ainda mais no Valentine’s Day, que o cantor fez questão de ressaltar, introduzindo suas composições mais românticas.

A sincronia e interação com a plateia são de dar inveja em muitos artistas que buscam o estrelato, e lembram os tempos do Queen, com o pedido de movimentos de braços, palmas e brincadeiras de cantoria.

O compositor ensaiou um fim com Sing! e logo voltou com a camiseta da seleção brasileira para Shape of You e You Need Me, I Don't Need You, que realmente encerrou a apresentação, em uma escolha duvidosa, deixando de fora do repertório Lego House e Happier.

Ed Sheeran continua sua passagem no Brasil com um espetáculo no domingo, 17, dia de seu aniversário, em Porto Alegre.

Último acesso: 08 Aug 2020 - 17:43:14 (313430).