Durante Encontro com Fátima Bernardes, Alok aconselha mãe de jovem com depressão

Durante sua participação no programa da Globo, o DJ aconselhou uma mãe de jovem que sofre de depressão

CARAS Digital Publicado quinta 26 setembro, 2019

Durante sua participação no programa da Globo, o DJ aconselhou uma mãe de jovem que sofre de depressão
Alok - Reprodução/Instagram

Durante sua participação no programa da Globo, Encontro com Fátima Bernardes, nesta quinta-feira, 25, o DJ Alok, que já enfrentou depressão, aconselhou uma mãe que estava na plateia e possui um filho que sofre da doença.

A participante disse que o filho está em tratamento, entretanto seu sofrimento acaba contaminando a família toda. "Como eu já venho há muitos anos nesse processo, adoece também a mim, à filha, ao marido. Muita gente diz para mim: 'Você é mãe, mas também tem que pensar em você, ser forte'. Tem momentos em que não consigo", desabafou Lilian.

Em resposta a mãe, o músico enfatizou que ela não tem culpa em nada da doença de seu filho. "Eu já passei por depressão algumas vezes, e a depressão é algo que eu não conseguiria explicar. É como se eu tentasse explicar qual é o gosto do amargo, sendo que a pessoa nunca provou o amargo. É algo que só quem passa, sente. O primeiro ponto da depressão é reconhecer que você tem. Quando eu tinha doze anos e falava de depressão, ninguém entendia. Era uma coisa muito recente, as pessoas achavam que era uma posição de vítima. Outra coisa é que ele não tem que ficar sempre em busca de felicidade, tem que buscar uma vida mais plena", explicou.

"A nossa busca por essa felicidade momentânea acaba nos colocando em armadilhas. Vamos buscar uma vida que seja um pouco mais plena, e não que tenha esses picos tão alto a todo momento", continuou.

E ainda deixou um recado para o filho de Lilian. "Eu também queria dizer para o seu filho que tem cura, que vai passar, mas ele precisa entender porque ele está com depressão. Ele tem vários pontos, gatilhos, mas ele não pode simplesmente ficar inibindo esses pontos, tomando medicamento, por mais que seja bom. Ele tem que em busca do problema mais profundo, e tentar solucionar", disse.

Para finalizar, disse: "Quanto a você, você não precisa sentir esse peso. A minha mãe ficou muito, muito triste, minha família inteira. Mas eu sei que não tinha nada que eles pudessem fazer naquele momento que pudesse me ajudar. Era algo que tinha que vir de dentro para fora"

Último acesso: 22 Oct 2021 - 10:11:20 (330104).

Leia também

TV CARAS