Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Música / Polêmica

Droga que causou overdose de Demi Lovato é a mesma que matou o cantor Prince

A cantora foi achada desmaiada em sua residência localizada em Los Angeles

CARAS Digital Publicado em 14/08/2018, às 12h05 - Atualizado em 15/08/2018, às 11h30

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Demi Lovato - Getty Images
Demi Lovato - Getty Images

Após um mês da overdose deDemi Lovato, a polêmica sobre a droga que causou o atual estado de saúde da cantora ainda é um mistério. 

Depois de o uso de heroína ter sido descartado pela família, a notícia agora, segundo o site TMZ, é de que a artista teria feito uso de uma combinação de oxicodona com fentanil.

Fentanil foi a droga que causou a morte por overdose do cantor Prince, em abril de 2016, e do rapper Lil Peep, em novembro de 2017.

De acordo com fontes próximas a Lovato, um traficante teria ido até a casa dela, em Los Angeles, para entregar a combinação das drogas e teria fugido após perceber que a cantora estava na cama respirando de forma pesada. Ela teria sofrido a overdose minutos depois.

Lovato ficou duas semanas em um hospital na Califórnia até que seguiu para a reabilitação. Após o ocorrido, a cantora se pronunciou pela primeira vez na semana passada. “Agora preciso de tempo para me curar e para focar na minha sobriedade e no caminho para a recuperação. O amor que todos vocês demonstraram nunca vai ser esquecido e espero pelo dia em que possa dizer que atravessei para o outro lado”, escreveu a estrela teen.

Demi, que recebeu inúmeras mensagens de apoio dos seus amigos famosos, cancelou os shows que faria no Brasil em novembro para cuidar de sua saúde.