musica Saudades!

De volta ao country, Taylor Swift relança o álbum 'Fearless' com músicas inéditas

Após 13 anos, Taylor Swift libera o 'Fearless (Taylor’s Version)' com músicas e vídeos inéditos

André Luiz Freitas Publicado sexta 9 abril, 2021

Após 13 anos, Taylor Swift libera o 'Fearless (Taylor’s Version)' com músicas e vídeos inéditos
Taylor Swift libera a versão 'Fearless (Taylor’s Version)' com vídeos especiais - Foto/Divulgação (Taylor Nation)

Após muita espera e ansiedade, Taylor Swift liberou a nova versão do álbum Fearless, seu segundo álbum estúdio. O lançamento marca o primeiro de uma série de regravações de seus primeiros seis discos. 

Intitulado como Fearless (Taylor’s Version), o disco conta com 26 músicas, sendo as mesmas músicas presentes no álbum lançado originalmente em 2008, – e as faixas inéditas Mr. Perfectly FineWe Were HappyThat’s When, parceria com Keith UrbanDon’t You, Bye Bye Baby You All Over Me.

Aos que acompanham a carreira da estrela norte-americana desde o início receberam uma dose forte de nostalgia. Além das letras românticas, a mudança principal ficou com a voz da cantora e a sonoridade das canções que ficaram ainda mais country. 

Para celebrar o relançamento do álbum, e deixar os fãs ainda mais animados, a artista liberou também lyric videos inéditos com fotos pessoais nunca vistas durante o período do disco, incluindo fotos da primeira turnê.

Entenda o motivo da regravação do disco:

Taylor Swift irá regravar os seus seis primeiros álbuns após perder os direitos do seu catálogo musical. Os discos da cantora norte-americana pertenciam à gravadora Big Machine, fundada por Scott Borchetta.

O empresário Scooter Braun, dono da Ithaca Holdings, comprou a gravadora em 2019 e vendeu os direitos das músicas para um grupo privado por US$300 mil em novembro de 2020. A cantora ficou revoltada por não ter tido a chance de tentar comprar o seu próprio trabalho.

Em meio à polêmica, a compositora relatou que sua equipe vinha tentando recuperar a propriedade de suas gravações originais, mas "a equipe do Scooter queria que eu assinasse um documento de segurança afirmando que eu nunca mais diria uma palavra sobre Scooter Braun a menos que fosse positivo".

"A intenção de Scooter é 1) ganhar dinheiro com os números imensos dos trabalhos anteriores de Taylor; 2) não certificar suas músicas, assim ela não se beneficiará da divulgação e atenção que certificações de diamante trazem, desacreditando a maior força da cultura pop hoje. Você vai deixar que 12 anos de trabalho de uma mulher independente sejam desacreditados, manipulados e distorcidos para ganhos pessoais?".

Último acesso: 03 Aug 2021 - 23:42:33 (384946).

Leia também

TV CARAS