musica sucesso internacional

Da Coreia do Sul ao palco do Grammy Awards: Conheça a trajetória do BTS

Turnês mundiais, recordes de vendas e um verdadeiro exército de fãs; Entenda a ascensão dos Bangtan Boys, grupo de K-pop sul-coreano

Bruno Cominatto Publicado sexta 12 março, 2021

Turnês mundiais, recordes de vendas e um verdadeiro exército de fãs; Entenda a ascensão dos Bangtan Boys, grupo de K-pop sul-coreano
Da Coreia do Sul ao palco do Grammy: A trajetória do BTS - Divulgação/Big Hit

BTS, também conhecido como Bangtan Boys, é um grupo sul-coreano que nasceu em 2013. Formado por RM, Jin, J-Hope, Jimin, Jungkook, Suga e V, o septeto nem sempre viveu apenas de sucesso. Os artistas tiveram uma estreia conturbada devido ao contrato com uma empresa que corria o risco de ir à falência, mas graças à perseverança superaram vários obstáculos e, aos poucos, ganharam o mundo.

Os cantores se destacaram por fazerem músicas com críticas sociais e reflexões profundas, diferente do comum no K-pop, que costuma abordar o amor e relacionamentos. O primeiro sucesso do grupo foi a música No More Dream, incluída no miniálbum 2Cool4Skool, de 2013. No mesmo ano, os sul-coreanos ainda lançaram, na mesma estrutura, o O!RUL8,2? e, logo em seguida, em 2014, o EP Skool Luv Affair, tratando sobre as dificuldades da adolescência e conflitos da vida pessoal.

No entanto, a ascensão começou com Dark & Wild, gravado de maneira precária (numa garagem durante em uma viagem pelos EUA) também em 2014. Esse foi o primeiro álbum completo do BTS, responsável por trazer uma estética mais sombria do grupo, que os levou a posições notáveis na Billboard e o título de um dos álbuns mais vendidos na Coreia do Sul naquele ano.

Já em 2015, com o projeto The Most Beautiful In Life, Part 1, os cantores receberam seu primeiro grande prêmio em um concurso televisivo de seu país pela faixa I Need U. Com o passar do tempo, este seria apenas mais um dos prêmios acumulados pelos Bangtan Boys.

Em Wings, um álbum ambicioso de 2016 que traz faixas individuais de cada membro do grupo, o BTS foi capaz de conquistar o seu espaço ainda mais. O single principal, Sweat, Blood & Tears, que conta atualmente com mais de 700 milhões de visualizações, transformou conflitos internos do grupo em arte e atraiu multidões.

E não apenas a indústria musical começou a prestar atenção nos jovens. Em 2018, os artistas foram convidados a discursar na Assembleia Geral da ONU para falar sobre auto-aceitação e amor-próprio, temas que rodeiam o álbum com o qual estavam trabalhando: Love Yourself: Speak Yourself.

O projeto musical acabou se tornando uma trilogia, nas fases Her, Tear e Answer, que apresentaram ao mundo os hits Fake Love, DNA e Idol, que até ganhou uma versão especial em parceria com a rapper americana Nicki Minaj. A promoção da trilogia durou de 2017 até 2018.

Logo em seguida, o septeto surpreendeu os ARMYs, ou “exército”, como são conhecidos os fãs, com um trabalho cheio de referências teóricas, o Map of the Soul: Persona, de 2019, inspirado no psicólogo Carl Jung. Aqui, o grupo resolveu debater construção de personagens, o consciente e o inconsciente comum em sociedade.

Neste disco, o mundo foi presenteado com Boy With Luv, que conta também com os vocais de Halsey. No lançamento do clipe, no dia 12 de abril de 2019, o vídes, em apenas 24 horas, alcançou a marca de 74,6 milhões de visualizações, ganhando o título, à época, de mais visto no período de um dia. Foi nesse ano que o BTS pisou em solo brasileiro com a World Tour Love Yourself: Speak Yourself.

Map of the Soul continuou em 2020 com a versão intimista, Map of the Soul: 7, com os singles poderosos ON e Black Swan. No entanto, a pandemia do coronavírus transformou a vida dos integrantes do grupo. A turnê de promoção do álbum foi cancelada, mas aquilo que parecia desesperador se transformou em positivo: os cantores se reuniram para dar apoio aos fãs ao redor do globo através de novas músicas.

Com esse objetivo, lançaram o álbum BE, contendo a música Life Goes On, que entrou para a história como a primeira música a estrear em #1 no Billboard Hot 100 não sendo cantada em inglês. O grupo acabou disputando o primeiro lugar com outro single também de sua autoria, Dynamite, gravada totalmente em inglês para conquistar o mercado americano.

A faixa rendeu aos coreanos sua primeira indicação ao Grammy, concorrendo na categoria Melhor Performance Pop por Grupo ou Dueto, numa disputa intensa com Justin Bieber, Lady Gaga, Taylor Swift, Dua Lipa e Ariana Grande. É a primeira vez na história que um grupo de k-pop é indicado na premiação americana.

Mesmo já tendo feito uma apresentação ao lado de Lil Nas X no Grammy de 2020, cantando Old Town Road, essa também é a estreia solo do grupo no palco da premiação e representa uma vitória importante para a diversidade cultural.

A 63ª cerimônia do Grammy Awards acontece no domingo, 14.

Último acesso: 29 Jul 2021 - 17:13:37 (381369).

Leia também

TV CARAS