musica Novidade!

Com regravação de três músicas, Sandy lança novo EP: ''Totalmente durante a pandemia''

A cantora Sandy lançou o seu mais novo projeto e falou sobre as dificuldades de trabalhar em meio à pandemia

CARAS Digital Publicado quarta 14 outubro, 2020

A cantora Sandy lançou o seu mais novo projeto e falou sobre as dificuldades de trabalhar em meio à pandemia
Sandy lança novo EP feito totalmente durante a pandemia - Reprodução/Instagram

Boa notícia para os fãs da cantora Sandy

Mesmo em meio à pandemia, a artista não parou de trabalhar e, na noite da última terça-feira, 13/10, ela anunciou o lançamento do seu novo EP, que foi feito durante o atual período que estamos vivendo e foi batizado como '10:39'.

“Eu estava muito ansiosa para lançar isso, gente do céu! Mal dormia ontem. Esse momento chegou, finalmente! Demorou para desenrolar tudo, porque trabalhar na pandemia é complicado, tudo é mais difícil, mais custoso, mas deu certo. Graças a Deus", disse ela, que no novo trabalho irá expressar tudo o que sentiu e assimilou no isolamento social.

“Tive a ideia durante a pandemia, a quarentena, justamente pela necessidade de expressar o que eu estava sentindo em relação a tudo isso. Eu acho que o que está acontecendo com o mundo muda o nosso olhar para muita coisa. Eu comecei a escutar certas músicas de uma maneira diferente, como eu nunca tinha escutado antes, e essas músicas me emocionaram muito. Eu senti que tudo o que eu falasse neste momento, eu estava correndo o risco de cair no clichê ou de não ser suficiente na minha expressão. Eu senti nessas músicas o que eu queria dizer, elas me tocaram de uma maneira diferente, e eu resolvi dar a minha leitura, a minha versão, mais pessoal. Uma coisa que me colocasse, que pudesse me expressar de uma maneira que eu me sentisse suficiente e mais completa”, contou na coletiva.

O projeto irá contar com três regravações - duas de outros artistas 'Piloto Automático' e 'Lua Cheia', e uma do seu próprio repertório 'Tempo'. Para entrar no EP, elas foram totalmente repaginadas: “Eu escolhi essas músicas todas porque eu acho que elas são atemporais”, explicou. 

Sandy também contou que o EP é diferente dos seus antigos trabalhos e traz algo mais poético: “Como era um momento diferente, eu senti a liberdade de fazer uma licença poética no meu trabalho. Aí vieram esses arranjos diferentes, essas músicas que são diferentes do que eu vinha fazendo na minha carreira solo, a cara e o jeitão dessas músicas são diferentes. Assim como a pandemia é uma exceção na nossa vida, esse EP também poderia ser como uma exceção ou como uma licença poética. O que vai ser daqui pra frente? Eu não sei. Eu não sei se eu vou continuar nessa onda, mas eu sei que eu me identifiquei muito. Não sei se vou me identificar só nesse momento, ou se é alguma coisa que vai perdurar, mas se eu pudesse me traduzir em forma de música seria isso agora, entendeu? Com essa cara, com esses arranjos, com esse jeito de cantar, com essa maneira de olhar."

Mesmo com a animação do projeto, ela contou que ele não estava nos seus planos: “Esse projeto não é o que eu tinha imaginado para esse ano. Eu tinha outros planos para esse ano. Estava todo traçado. É triste, mas a gente teve que aprender a se virar. Eu queria colocar a carreira para andar e poder mostrar alguma coisa diferente e inédita para os meus fãs”, revelou. 

Ela, então, prosseguiu: “E aqui nessa maneira meio amarrada na pandemia, eu senti a necessidade de fazer alguma coisa, que eu pudesse fazer nesse momento e eu sabia que não seria aquele projeto principal de retomada da carreira solo. Por isso, eu falei que era uma brecha, como uma licença poética, mas nas circunstâncias que estamos, é o meu projeto do momento em que eu faço 10 anos de carreira, por esse lado ele pode também ser encarado como um projeto especial como um projeto simbólico, até porque eu sou uma pessoa que me expresso plenamente nos meus trabalhos, eu sempre coloco a minha alma. Eu faço isso, eu só sei fazer assim, então é muito eu. Ele me representa. Então sim, é um projeto especial, que me representa nesse momento em que, coincidentemente, com a pandemia, eu faço 10 anos de carreira de solo”.

No final da coletiva, Sandy ressaltou a alegria e falou sobre a carga emocional em mais esse trabalho: “Eu estou muito feliz de botar esse novo filho no mundo, é muito especial para mim. Eu estava com muita vontade. É com muito carinho e com muita verdade que eu fiz esse trabalho, faço todos, mas esse teve uma carga emocional um pouco diferente”.

CLIPES

Além das faixas, Sandy também comentou sobre os clipes, que serão lançados às 11h, desta quarta-feira, 14. Gravados em um Haras no interior de São Paulo, eles têm como cenário um bosque com árvores altas e criam uma relação entre eles.

“Eu senti esses três clipes como uma catarse, eles fazem um desenho do que foi essa pandemia para mim, do que está sendo essa quarentena, essa pandemia. Daquele momento em que você está completamente perdido e sem controle da situação. Então eu me descobri no meio daquela mata, eu abri o olho e estava ali em um lugar que eu não sabia onde era, o que era, o que eu tinha que fazer... e aí de repente eu vejo tudo isso e começo a me conectar com as minhas emoções e começo a sentir coisas, e começo a entender coisas também. E quando a gente entende as coisas é que vem as emoções." 

Confira alguns cliques do clipe:

sandy

Reprodução

sandu

Reprodução

Último acesso: 28 Oct 2020 - 11:18:37 (365603).

TV CARAS