musica Climão

Anitta adiou novo disco após polêmica com Jair Bolsonaro, diz Leo Dias

A cantora sofreu represália na web após não demorar para expor seu posicionamento político nas eleições presidenciais

CARAS Digital Publicado quarta 20 março, 2019

A cantora sofreu represália na web após não demorar para expor seu posicionamento político nas eleições presidenciais
Anitta e Jair Bolsonaro - Instagram / Reprodução

Leo Dias esteve no The Noite, comandado por Danilo Gentili, na última terça-feira, 16. O integrante do Fofocalizando foi na atração para divulgar seu livro, Furacão Anitta, biografia não autorizada que escreveu sobre a trajetória da funkeira carioca. 

Para o apresentador, o jornalista comentou sobre algumas passagens da história, entre elas, os danos provocados à carreira dela por demorar a se posicionar diante da campanha Ele Não, que foi contra a eleição do presidente Jair Bolsonaro.

Segundo ele, Anitta ficou incomunicável durante uma semana em setembro do ano passado porque estava em um retiro espiritual. "Ela estava 'deitada para o santo'. Quando ela saiu é que viu que o povo estava em polvorosa. Ela estava se separando e, aliás, ela foi deitar porque estava se separando", afirmou Dias. 

Praticante de Candomblé, a affair de Gabriel Medina se recolheu no terreiro que frequenta para poder lidar com os dramas que enfrentava na época, como o fim de seu casamento relâmpago com Thiago Magalhães e o final do processo com sua ex-empresária, Kamilla Fialho.

Leo ainda confessou que Larissa ficou completamente sem acesso a celular e redes sociais, apenas cumprindo com as suas obrigações no centro religioso, e exatamente neste período cobraram a artista de se posicionar contra o ex-deputado.

Somente no dia 23 de setembro, a morena voltou à vida normal e percebeu que comprou uma briga com seus fãs. Na ocasião, os LGBT+ e as feministas acusaram ela de se posicionar a favor dos grupos somente em situações em que ela pudesse faturar algum cachê. Climão!

Após ser desafiada por Daniela Mercury, Anitta decidiu aderir ao movimento, quase uma semana depois de cobrada. A demora da artista custou caro e muitos internautas não a perdoram. A funkeira havia programado para lançar um álbum ainda em setembro de 2018, mas viu que existia a possíbilidade já que uma grande campanha de boicote a seu trabalho foi instalada. Com isso, Larissa optou por lançar seu novo trabalho somente mais adiante. 

Último acesso: 20 Jan 2021 - 08:30:23 (315797).

Leia também