kids Entre pais e filhos!

Filhos X Internet: Como mostrar as crianças de forma saudável nas redes sociais

Julio Rocha e Flavia Calina contam como a relação deles com os filhos se transformou em um conteúdo saudável na internet

Valentina Rosa Publicado segunda 29 março, 2021

Julio Rocha e Flavia Calina contam como a relação deles com os filhos se transformou em um conteúdo saudável na internet
Julio Rocha e Flavia Calina contam como a relação deles com os filhos se tornou um conteúdo saudável na internet - Reprodução/Instagram

As redes sociais são meios de exibir, com frequência, o que acontece em sua vida pessoal. Uma foto produzida, uma imagem que você gosta ou até mesmo um pouco da sua rotina.

Quando você se torna pai, a preocupação com o que vai para as redes aumenta. O que pode ou não ser postado sobre a vida pessoal de seu filho? Entretanto, muitas pessoas não se incomodam de expor as crianças nas redes, principalmente quando isso se torna saudável. 

Esse é o caso do ator Julio Rocha, pai de dois menininhos, José e Eduardo, e da youtuber Flavia Calina, mãe de Vitória, Henrique e Charlie. Ambos adoram mostrar momentos divertidos e do cotidiano com os filhos, mas sempre respeitando o espaço dos pequenos. 

Julio, por exemplo, decidiu expor sua paternidade desde a gravidez. Ele e a esposa, Karoline Kleine, tiveram a ideia de dividir com o Brasil o momento mais importante de suas vidas. Juntos, eles fizeram um quadro no Bem Estar, da TV Globo, chamado Sou Pai e Agora?, que mostrou toda a rotina do casal prestes a se tornarem papais de primeira viagem. 

"Levamos a ideia para Globo, eles aceitaram, desenvolveram e produzimos juntos. Esse programa democratizou a informação levando um conteúdo precioso as pessoas, hoje segue sua missão no Globoplay entretendo, agregando valor e conhecimento além de boas risadas a todos que se interessam pelo tema paternidade, maternidade, etc...", conta Julio em conversa com a CARAS Digital

Flavia também expôs sua maternidade desde o início, mas de uma forma um pouco diferente. Ela sempre foi educadora infantil e tinha o sonho de ser mãe, mas, após seu casamento, teve grandes dificuldades para engravidar. Para sair da rotina, decidiu criar um canal no YouTube sobre maquiagem, assunto que bombava na época.

"Eu sempre quis compartilhar as coisas que eu sabia sobre educação infantil, como lidar com as crianças, atividades legais para falar com elas, para o desenvolvimento delas, eu tinha muita coisa a agregar. Só que eu tinha medo de falar  sobre um assunto e as pessoas falarem: ‘Ah, é fácil pra você, porque você não é mãe…’, porque eu já tinha ouvido isso de mães da escola. E isso me machucava muito, porque eu estava querendo ser mãe e não conseguia. Então eu sempre mantive o canal como hobbie, brincando de me maquiar", relembra.

Depois de 7 anos de infertilidade, Flavia finalmente conseguiu realizar o sonho de ser mãe e decidiu transformar o canal em um meio de se comunicar com outras mães e pais, dividindo todo seu conhecimento do mundo infantil: "Quando eu engravidei da minha filha Vitória eu pensei: ‘Agora eu vou poder falar da educação infantil eu vou poder contribuir com o que eu sei, porque agora eu sou mãe e eu vou ter mais propriedade ainda pra falar’ e foi por isso que eu resolvi compartilhar sobre maternidade e educação infantil no meu canal do YouTube"

Após o nascimento de seu primeiro filho, José, Julio também percebeu que poderia brincar com ele em vídeos criativos na web. Com a chegada de Eduardo, em julho de 2020, e o isolamento causado pela pandemia da Covid-19, o artista perceu que essa poderia ser uma oportunidade de registrar memórias com os herdeiros. "Estou me desviando da opressão que a pandemia gera, construindo lembranças com humor e leveza no momento mais difícil da história recente do mundo com a minha família unida, para aliviar nossos dias pesados

Em seu canal, Flavia exibe muitos momentos de sua rotina, como o lazer, estudo em casa e até atividades educativas que faz ao lado dos filhos. Entretanto, desde o início de tudo, ela sempre pensou no que era necessário para não expor seus filhos exageradamente: "Nunca coloquei eles em más situações, nunca coloquei eles peladinhos, nunca coloquei eles chorando em momentos vulneráveis… E isso eu penso até hoje. Todos os dias eu reavalio o que eu estou fazendo, o tipo de coisa que eu compartilho".

Segundo a psicóloga, Luciana Brites, CEO do Instituto NeuroSaber, a preocupação de Flavia também deveria ser de outros pais. "Os maiores cuidados são: Não colocar fotos comprometedoras ou que tragam problemas a longo prazo. Outra coisa importante, compartilhar em grupos fechados, proibindo isso de ser compartilhado. É importante cuidar desses mecanismos que as plataformas tem.

"Se viesse uma visita na sua casa, o que você mostraria? Como você mostraria? A exposição sempre tem que ser de uma forma muito cuidadosa, ela tem que ser de uma forma que as pessoas entendam que abrir para uma rede mundial você está tendo um âmbito maior de exposição. Mostrar a rotina por exemplo, não tem problema, porque é algo que todo mundo faz. Você não tem um ponto de dificuldade ou um ponto que você não gostaria. A grande pergunta é: 'O que eu estaria disposto a compartilhar com as pessoas da minha vida, da minha família ou dos meus filhos?’", avalia a profissional. 

Outro ponto importante destacado pela psicóloga é a conversa com os filhos: "Sempre é muito importante estar conversando com os filhos a respeito de tudo, principalmente quando a gente fala das redes sociais. Desde pequeno tem que estar mostrando que está sendo filmado, que ele está aparecendo. Com as crianças mais velhas é muito importante que elas permitam isso. É questão de respeito, porque na verdade é a imagem dele. Apesar da criança ser seu filho, não lhe dá direito a exposição dele."

Flavia concorda com a profissional e ressalta que, em sua casa, a conversa foi iniciada há muito tempo: "Hoje em dia que meus filhos são maiores eu converso com eles, eu pergunto pra eles, é claro que eles não tem noção de quantas pessoas estão assistindo, mas eles já entendem o meu trabalho e eu explico para eles: ‘olha, eu posso postar essa foto assim?’ As vezes eu tiro uma foto mais íntima nossa eu eu falo: ‘essa foto é só para nós, pra gente guardar, eu só vou mandar pra vovó.’ Então eu explico para eles o que está sendo feito com aquele material que eu estou criando."

"Já teve cenas que eu assisti o flog, aí antes de postar eu mostrei pra ela (Vitória) Aí eu mostro pra ela e falo: ‘O que você acha dessa cena? Posso postar, pra todo mundo ver?’ e teve uma vez que ela falou não, aí eu pedi pro editor tirar aquela parte do vídeo. É uma conversa diária. Eu falo muito sobre o respeito com as crianças, sobre educação, sobre vínculo com os filhos e eu quero muito que isso transpareça dentro da minha casa primeiro pra depois  eu poder falar sobre o assunto. A minha fala tem que ser coerente, eu tenho que estar  alinhada com o que eu falo, com o que eu faço em casa e com o que eu coloco pro mundo. Isso é prioridade na minha vida", continua a youtuber. 

Para Julio ainda é muito cedo para conversar com as crianças, já que José tem 2 anos e Edu tem apenas 10 meses de vida. Mas ele garante que ambos gostam de estar em frente às câmeras: "O Eduardo não sei, ele não consegue ainda se expressar tão bem a ponto deu entender se ele gosta de aparecer comigo nos vídeos ou não. Mas tudo o que faz, está sempre confortável. Já o José curte gravar e se diverte mesmo, adora pegar o celular para ver os vídeos depois."

Ele também ressalta que, antes de postar qualquer momento ao lado deles, é necessária uma avaliação: "Tudo passa pelo filtro da minha essência humana, paterna e artística. Você posta o que está alinhado com seus valores e princípios."

Além da conversa com os filhos, também é necessário pontuar com seus companheiros o que é divulgado na internet. Julio conta que a esposa sempre esteve ao seu lado nessa decisão: "Ela é minha companheira e simples como eu. Não vestimos a personagem que a fama oferece, ou veladamente impõe, nós somos apenas mais uma família brasileira, que tem orgulho e gratidão de levar a vida que levamos, confinados ou não naturalmente vivemos com leveza e harmonia, sem segredos, melindres ou excessos compartilhamos para quem gosta do tema família, nossas verdades para divertir ou para informar. Nunca foi premeditado, nem nunca perguntei o que ela acha, as coisas vão fluindo".

Flavia conta que seu marido, Ricardo, não interfere em suas decisões, mas que ela também o ouve quando sente que é importante sua fala: "Ele opina muito pouco. Ele confia muito no meu discernimento e a gente já faz isso há tantos anos que hoje ele opina menos ainda.  No começo, ele falava muito mais. Meu marido é muito mais cauteloso, só que ele pensa muito na reação dos outros. Isso eu entendo, só que a gente tem que tomar muito cuidado , porque se não a gente se cala também. Eu tento pesar os dois lados, mas eu sempre considero o que ele fala, porque ele tem muito a agregar e ele pensa diferente de mim, então todas vez que ele fala alguma coisa eu falo: ‘Hum, o que pode ter por trás disso aí?' E já deixei de fazer várias coisas porque a opinião dele foi forte e eu acatei."

Os dois artistas ainda concordam que para que dê certo, é necessária naturalidade na hora de criar o conteúdo: "É algo tão natural porque eu faço desde sempre que é normal. Eu aviso eles: ‘Olha, a mamãe vai filmar’, então eles já sabem o que está rolando, mas é algo muito natural. Raramente a gente tem câmera externa, alguém filmando a gente, então é bem diferente essa dinâmica, mas é bem natural. Isso é uma coisa super leve", conta Flavia. "Não tenho compromisso de criar algo para alimentar ou agradar nichos, grupos, ideologias, empresas simplesmente deixamos as pessoas participarem um pouquinho da nossa vida. Aliás nossa vida é bem equilibrada em todos os sentidos, é muito natural compartilhar tudo que fazemos juntos", completa Julio. 

Uma questão que também é necessária para esse assunto é: ‘E se no futuro as crianças não quiserem mais aparecer nas redes?'. Luciana orienta em como fazer isso: "Respeitando os filhos acima de tudo! Apesar dos pais serem responsáveis, é sobre a vida dos filhos, é a imagem dos filhos. Acima de tudo é o respeito. Quando eles falarem não, é não!"

Julio garante: "Quero que meus filhos sejam felizes e livres para fazerem suas escolhas. Aparecer nas redes hoje não é uma imposição e nunca será, aparecer nas redes, tem sido o resultado do nosso convívio familiar diário e o nosso é saudável, divertido, cheio de afeto e o melhor as pessoas que possuem semelhança com nossos valores tem amado cada segundo, cada foto que disponibilizamos."

Flavia concorda: "Isso é uma coisa que eu sempre soube que vai ter fim, deles participarem. O canal é meu! Eu nunca mudei… Tem gente que fala: ‘Faz o canal Família Calina, faz um Canal pra Vitória’ e eu sempre disse não, porque o canal sempre foi meu, das minhas experiências, e eles podem participar ou não, eles podem querer estar ou não. [...] Em nenhum vídeo eu coloco responsabilidade neles. É tudo muito leve e natural, e eu acho que a gente só consegue fazer isso porque é dessa forma. Eu já estou na internet há 12 anos, meus filhos estão na internet há 7 anos, é muito tempo. E a gente só consegue fazer porque há respeito, há troca, há conversa e há espaço de liberdade, de brincadeira e de estar fazendo o que eles querem fazer. A gente tem que tomar cuidado e ser prudente. A gente tem que colocar as crianças em primeiro lugar e lembrar o porque desse conteúdo".

Por fim, os papais deram algumas dicas importantes para que seus seguidores também exponham seus filhos de uma forma saudável: "Se preocupar muito com o corpinho das crianças, não colocar eles expostos demais e principalmente esses momentos de vulnerabilidade, quando as crianças choram, quando as crianças tão em momentos mais difíceis, com os sentimentos mais aflorados, que não pode ser exposto. Por exemplo, se eu tivesse tendo uma discussão com o meu esposo eu não gostaria que filmassem e postassem na internet. Então é a mesma coisa, tentar sempre se colocar no lugar da criança e fazer a pergunta: Por que? Porque eu estou compartilhando isso? Porque e pra que?’ Acho que  sempre tem que ter um propósito pra gente tomar a melhor decisão”, diz Flavia. 

Sejam livres, façam o que vocês quiserem na web, não existe certo ou errado. Cada plataforma tem suas regras e suas políticas, descubra se seu conteúdo está alinhado e manda vê", conclui Julio.

Último acesso: 15 Sep 2021 - 18:06:26 (383432).

Leia também

TV CARAS

Lucas Lucco faz bela homenagem para Sorocaba: ''Feliz aniversário!''Lucas Lucco faz bela homenagem para Sorocaba: ''Feliz aniversário!''
TV CARAS: No Saúde e Você: implante dentário, tireoide e medicina regenerativaTV CARAS: No Saúde e Você: implante dentário, tireoide e medicina regenerativa
Marcelo Serrado resgata foto com Domingos Montagner e presta homenagem: ''Grande artista''Marcelo Serrado resgata foto com Domingos Montagner e presta homenagem: ''Grande artista''
Eduardo Sterblitch agradece participação no 'Encontro': ''Me diverti!''Eduardo Sterblitch agradece participação no 'Encontro': ''Me diverti!''
8 das caixas de som portáteis com as melhores avaliações na Amazon8 das caixas de som portáteis com as melhores avaliações na Amazon
Luiza Helena Trajano integra lista da TIME de pessoas mais influentes do mundo: ''Honrada''Luiza Helena Trajano integra lista da TIME de pessoas mais influentes do mundo: ''Honrada''
Toda protegida, Susana Vieira toma terceira dose da vacina: ''Sigo com fé''Toda protegida, Susana Vieira toma terceira dose da vacina: ''Sigo com fé''
Thaynara OG surge deslumbrante em foto nos Lençóis Maranhenses e fãs elogiam: ''Foca nessa beleza''Thaynara OG surge deslumbrante em foto nos Lençóis Maranhenses e fãs elogiam: ''Foca nessa beleza''
Maisa posta sequência de cliques da sua viagem pela Europa: ''Turistando''Maisa posta sequência de cliques da sua viagem pela Europa: ''Turistando''
Bruno Mazzeo presta homenagem de aniversário para Fernanda Torres: ''Amada amiga''Bruno Mazzeo presta homenagem de aniversário para Fernanda Torres: ''Amada amiga''