Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Aos 40 anos, Letícia Spiller diz que está na melhor idade: 'Ainda tenho a disposição dos 20'

Na Ilha de CARAS, Letícia Spiller assegura que está no auge da vida como mulher e revela seus hábitos saudáveis para manter a boa forma

CARAS Publicado em 04/07/2013, às 08h24 - Atualizado em 17/03/2020, às 16h53

A atriz exibe excelente forma – 60kg em 1,69m – obtida com alimentação saudável, musculação, corrida na areia e balé clássico - Selmy Yassuda
A atriz exibe excelente forma – 60kg em 1,69m – obtida com alimentação saudável, musculação, corrida na areia e balé clássico - Selmy Yassuda

A  atriz Letícia Spillercompletou  40 anos em 19 de junho  com a certeza de que está melhor  do que aos 20. Além da irretocável beleza, ela sente-se em um momento particularmente feliz, que atribui à harmonia familiar. “Os 40 são o auge, a idade mais bonita da mulher, porque ela já tem certa maturidade. No meu caso, estou mais equilibrada, tranquila, menos ansiosa, existe um monte de vantagens. E ainda tenho a disposição dos 20. Agora, me sinto mais consciente das minhas atitudes, inteira”, ponderou a mãe de Stella (2), da união de três anos e dez meses com o diretor de fotografia Lucas Loureiro (31), e de Pedro (16), com o ator Marcello Novaes (50). Na Ilha de CARAS, Letícia contou que é cada vez mais enaltecida pela forma física. “Antigamente, quando falavam ‘40 anos’, parecia que a pessoa era velha. A expectativa de vida aumentou e faço parte da geração saúde”, completou ela, com 60kg em 1,69m. Apesar de achar que teve sorte com o corpo, a atriz não se descuida  e é adepta da vida saudável. “Gosto da natureza, estou sempre tomando banho de rio gelado ou de mar. Quando dá, corro na areia,  faço transport, musculação, balé  clássico, dança contemporânea, os meus ritos tibetanos — cinco posturas da yoga que pratico todo dia de manhã em jejum — e procuro alongar o corpo”, enumerou. Em relação à alimentação, a atriz começa o dia bebendo um suco verde, ainda em jejum, feito à base de couve, cenoura, inhame e maçã. Uma hora depois, come mamão com granola e uma fatia de pão integral, de preferência sem glúten. “Não sou radical. Quando viajo, relaxo e não descarto bacon, massa, tudo, mas sempre com salada. Agora, todo dia, preciso de um docinho, só que não me empanturro”, entregou, sorrindo. Mas nem os elogios nem o fato de se gostar da forma como está tiram de Letícia um olhar um pouco mais crítico de si. “Quando me olho no espelho, sempre acho um defeito”,  divertiu-se ela que, há pouco  mais de um mês, depois de refletir bastante, pôs prótese de silicone  nos seios. Com o novo visual, a  atriz, de férias da TV após o fim de Salve Jorge, em maio, volta ao ar em  setembro como uma vedete na próxima  trama das 6, Joia Rara

Letícia Spiller 'vira' drag queen em filme; veja fotos

'Tive crise dos 30, dos 40 não', diz Letícia Spiller, prestes a fazer aniversário

Leticia Spiller completa 40 anos! Veja a boa forma e a beleza da atriz

– De que forma a maternidade a transformou?

– Me deu menos ego, mais maturidade, consciência e alegria, com certeza, porque meus filhos me deixaram mais bonita. Sou um ser humano melhor depois do nascimento deles. Acho que nunca fui tão sensual quanto na época em que estava grávida. Queria ficar daquele jeito toda hora. As duas gestações foram o meu boom da sensualidade.

– Planeja aumentar a família?

– Penso, mas, no momento, curto a Stella. Só fico com peninha porque é muito apegada a nós. Mas, por outro lado, é bacana para ela aprender a compartilhar.

– Por não ter horários fixos de trabalho, seu dia a dia com os filhos é complicado? 

– Às vezes, é. Tem que se dividir realmente e eles são a prioridade. Por mais que você trabalhe, faça mil coisas, uma hora precisa parar e cumprir a sua função, ter tempo para educar.

– Você é rígida com eles?

– É preciso encontrar o meio termo. Ninguém gosta de viver na repressão, e também nem acho isso saudável, mas tem que ter o castigo na hora certa, o limite, senão a criança vira um monstro. Nós somos responsáveis por isso. Ou criamos seres humanos bacanas ou monstros. E tenho bom diálogo com o Pedro, é um menino bem legal.

– Como está Stella?

– Ah, uma delícia, na melhor fase de pureza de uma criança. Minha filha está fazendo descobertas, aprendendo palavras novas e falando muito. Ela adora ir para a escolinha. É bastante gostoso acompanhar seu crescimento a cada dia, perceber como ela evolui. Stella é uma menina extremamente inteligente desde bebê.

– Pedro já era um adolescente quando Stella nasceu. Criar uma menina é muito diferente?

– É incrível como as meninas são inteligentes, mais rápidas, vão bem mais na frente. Stella também é mais dengosa. Qualquer machucadinho ela geme, é bem feminina. (risos) E, ao contrário do irmão nessa fase, morre de medo do mar. Pedro é a coragem em pessoa desde pequeno. Eu até achava estranho quando ele chorava. Isso me deixava preocupada, porque não era seu costume.

– E você, como é?

– Eu estou entre um e outro. Me acho bastante guerreira, corajosa, mas sou zen, tenho essa coisa mais doce, dengosa, meiga, bem parecida com a Stella. E também sou feminina, desligada. Aquela Pastel (apelido dela da época que trabalhava como Paquita de Xuxa) nunca vai morrer, porque ainda tenho um lado distraído, totalmente de criança.

– O que Stella trouxe para o seu casamento?

– Aumentou o amor, porque é um laço eterno que nós temos. É que nem a minha amizade com o Marcello, que é pai do Pedro. Mas eu e Lucas vamos longe. Ele é extremamente companheiro.

– É uma mulher romântica?

– Bastante. Escrevi um livro de poemas para o Lucas, ilustrado com fotos que eu mesma tirava de nós dois. Só fiz porque o que sinto por ele é muito forte, não vai mais acontecer com ninguém. Quando o conheci, tive muita inspiração. E ele também é um parceiro profissional. Estou produzindo o longa-metragem O Casamento de Gorete, em que Lucas assina a direção de fotografia. Eu, além da produção, faço uma participação no filme, e o Pedro, também. Terminamos de rodar recentemente e a estreia está prevista para outubro. Não sou de festanças, mas darei uma grande para comemorar esse trabalho e também os meus 40 anos de idade, que merecem!