Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Laryssa Dias desmancha suas amarras

De educação tradicional, Laryssa Dias diz que só saiu da casa dos pais pelo trabalho

Redação Publicado em 26/03/2013, às 15h14 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Na Ilha de CARAS, de maiô e biquíni comportado, a atriz festeja sua primeira novela, Salve Jorge, e mostra a boa
forma, 52kg em 1,65m, reflexo das aulas de muay thai. - Martin Gurfein
Na Ilha de CARAS, de maiô e biquíni comportado, a atriz festeja sua primeira novela, Salve Jorge, e mostra a boa forma, 52kg em 1,65m, reflexo das aulas de muay thai. - Martin Gurfein

Sucesso em seu primeiro trabalho em novelas, como a traficada Waleska de Salve Jorge, Laryssa Dias (30) confessa que aceitar esse papel mudou radicalmente sua vida. “Ainda bem que foi para melhor”, festejou ela. Para Laryssa, a experiência no folhetim de Glória Perez (64) lhe trouxe uma segurança profissional, após anos de questionamentos se realmente tomara a decisão correta ao escolher atuar em vez de seguir carreira em marketing. Mais confiantede sua escolha, a vida pessoal também tomou novos rumos. “Estou morando sozinha”, vibrou Laryssa, que até então não tinha coragem de deixar a casa dos pais, Hirton e Suely, em São Paulo, cidade onde também mora o namorado, o sociólogo Wilson Cardoso (40). “Estou no Rio, que loucura. Não tinha ansiedade de sair de perto deles, mas agora, por causa da novela, foi na marra. Talvez, se não conseguisse essa oportunidade, estaria lá com eles”, confidenciou, enquanto admirava o design do Kia Soul, na Ilha da CARAS.

– Pensou em desistir de atuar em Salve Jorge por causa da distância da família?

– A saudade é enorme, mas julguei que era uma oportunidade maravilhosa. Não estava errada. Sempre que tenho uma folguinha vou a São Paulo. Às vezes, chego lá na casa deles e deito no colo da minha mãe. Ela é minha melhor amiga.

– Você teve uma educação tradicional?

– Sim. Cresci ouvindo que a união dos pais e dos irmãos é importante... Não me soltaram demais, mas também não ficava enclausurada. Julgo que meus pais foram muito sábios. Nunca tive problemas na escola, nunca coloquei um copo de cerveja na boca... Sou careta ao quadrado. Jamais quis decepcioná-los. E me sinto feliz desse jeito.

– Sendo assim, com 11 meses de relação com o Wilson, já pensa em casamento?

– Ah, no momento, estamos nos curtindo!

– Mulher bonita tem fama de ter um temperamento difícil, principalmente com os namorados. Enquadra-se nesse perfil?

– Tenho personalidade forte. No primeiro momento, temperamento forte aproxima uma conquista. Só que, durante a manutenção do relacionamento, o outro precisa se adaptar e entender. Mas quando me apaixono sou supercarinhosa, romântica.

– Há um lado sensual seu como o da Waleska?

– Não me considero sexy, mas escuto muito isso. Pode ser que seja por causa da personagem, da postura que preciso ter em cena. Creio que quanto mais natural, mais sensual a mulher fica.