Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Fabio Assuncão: "Tive uma transformação na minha vida"

Na Ilha, ele fala de suas múltiplas facetas

por Roberta Escansette Publicado em 09/02/2016, às 08h57

De volta às novelas como o Arthur de Totalmente Demais, após 5 anos afastado, ele realça leveza conquistada com a idade - CESAR ALVES
De volta às novelas como o Arthur de Totalmente Demais, após 5 anos afastado, ele realça leveza conquistada com a idade - CESAR ALVES

Considerado um dos atores mais talentosos de sua geração, Fabio Assunção (44) voltou às novelas após cinco anos afastado e conquistou o público jovem. Seu personagem, Arthur, de Totalmente Demais, foi eleito o mais querido da trama das 7 por um grupo de pesquisa da Globo. “Acho que o toque de humor que dei a ele pode ter ajudado nisso”, explicou o galã, aos 25 anos de carreira.

Na Ilha de CARAS, Fabio mostrou que também encanta fora de cena com um jeito descontraído e uma conversa que se desenvolve fácil sobre qualquer assunto. Mas o preferido, aquele que o faz sorrir imediatamente, são os filhos, Ella Felipa (4), com a fotógrafa Karina Tavares (32), e João (13), com a empresária Priscila Borgonovi (36). “Sou vários Fabios em um só”, definiu-se ele, que está solteiro.

Apesar de encarar cada vez com mais leveza a vida, o ator afirmou que a maturidade chegou e trouxe a ele, além das linhas de expressões das quais se orgulha, a tranquilidade para produzir no teatro. Há cinco anos, Fabio abriu sua produtora e estreou, em 2012, como diretor de teatro na peça O Expresso do Pôr do Sol, de Cormac McCarthy (82). “A vida é mais prazerosa hoje do que aos 20 anos. O ganho da maturidade é saber saborear o tempo”, avaliou ele, que acumula 15 novelas, 12 filmes e 11 peças no seu currículo.

É um momento feliz?
Tive uma transformação na minha vida. Vivo o presente, estou me levando menos a sério. Sem a ansiedade da juventude. Quando tive o João, ficava preocupado sobre como cuidaria dele. Com a Ella já foi diferente. Não vou discutir por uma bobagem com a Karina sobre a criação da minha filha. Vou vivendo.

Hoje, seus personagens tornaram- se mais interessantes?
Desafiadores. Agora tenho mais o que doar. Viver também é isso, ter uma visão melhor das coisas. Hoje, aproveito melhor um personagem, me divirto mais, tenho a somar. Então, acho que os papéis ficam encorpados. A pitada de humor do Arthur veio através da experiência que tive na série Tapas & Beijos.

No seu caso, a beleza acaba limitando os papéis?
Acho que não, e também nem me vejo tão bonito assim do jeito que algumas mulheres acham. (risos) Mas é claro que no começo da carreira há um certo julgamento a respeito da beleza que incomoda um pouco. Mas aí tem de ir mostrando seu serviço. E as pessoas acabam mudando a opinião sobre você, sobre o trabalho que está fazendo.

É difícil criar os filhos sendo uma pessoa famosa?
Minha relação com eles é de Fabio pessoa física. Acho um desafio criar independentemente de ser ator. João é super meu amigo. Viajamos sozinhos juntos, atuamos no filme A Magia do Mundo Quebrado... Tudo que ele faz é bem feito. Felipa é mais agitada, mas também somos muito ligados. Outro dia a levei para gravar comigo. Quero que ela entenda melhor com o que o pai dela trabalha. Mesmo morando no Rio por causa da novela, faço o possível para estar junto deles, que estão em São Paulo.

Como é a sua relação com as mães das crianças?
Costumo trocar muito com a mãe da minha filha. A Karina é minha amiga. Tivemos um relacionamento de dez anos.

Seus pais, Sueli e Ivo, são casados até hoje. Gostaria de ter este modelo de família?
Seria legal ser como eles. Mas é complicado montar uma família padrão sem viver uma relação verdadeira. Construí com meus filhos uma nova família, que tem o formato deste meu momento.

Já apresentou alguma namorada para os seus filhos?
Se eu estiver me relacionando com alguém, não tenho problema quanto a isso. Não crio mitos sobre esse assunto. Sou o pai deles e precisam se orgulhar disso. E é o que temos para hoje.

Alguma vez já levou algum não em uma conquista?
Sim, graças a Deus!

A que você é grato na vida?
Principalmente, à televisão. Com ela, comecei uma outra vida muito jovem, aos 19 anos. Saí da casa dos meus pais em São Paulo e fui morar sozinho no Rio. Aprendi muitas coisas.