Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Deck Piscina

By Claudio Pedalino e Suzi Barreto, inspirado em Macau

Redação Publicado em 22/12/2010, às 18h48 - Atualizado em 07/06/2012, às 23h25

O casal se inspira em Macau para criar uma ambientação em que a proposta é valorizar o brilho da natureza local. - CADU PILOTTO; PRODUÇÃO: CLAUDIO LOBATO E ANA LUIZA VEIGA
O casal se inspira em Macau para criar uma ambientação em que a proposta é valorizar o brilho da natureza local. - CADU PILOTTO; PRODUÇÃO: CLAUDIO LOBATO E ANA LUIZA VEIGA
Os 400 anos de ocupação portuguesa em Macau, até 1999, cidade-estado que hoje é uma região administrativa especial da República Popular da China, inspirou o casal de paisagistas Claudio Pedalino (53) e Suzi Barreto (38) no deck da piscina. "O trabalho foi muito em cima da ideia do lifestyle europeu. De ter conforto em meio à natureza", contou Claudio. Além disso, os profissionais aproveitaram as informações sobre as infl uências do artesanato do Vietnã em Macau, criando 15 vasos de pedra em forma de cone, com plantas alface d'água. "Nós elaboramos as texturas e procuramos uma cor que reportasse a algo natural. Já à beira da piscina, colocamos alguns com tom abóboravermelho, para contrastar com essa imensidão do verde e também com o mar", explicou ele. No deck, chama a atenção ainda uma fonte de água, em formato de totem, dentro de recipiente que lembra um chapéu chinês. Outra fonte também foi colocada no jardim em forma elíptica. "Alavancada por cidades como Xangai e Hong Kong, Macau também vive o lado de modernidade", disse o paisagista. Um sofá, uma mesa retangular de madeira, além de poltronas redondas e no estilo namoradeira, fazem parte da decoração. "Aqui, vários casais podem ficar contemplando essa paisagem maravilhosa dando umas beijocas", propõe Suzi. Os tons mais usados nas almofadas foram verde e preto. "A idéia é deixar a própria natureza brilhar e criar ambientes onde as pessoas possam ter sentimentos melhores diante do próximo. Achamos que assim vamos salvar o mundo", disse Claudio, rindo.