Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Decoração da Ilha de CARAS: Cais 4

by Ricardo Melo e Rodrigo Passos

Redação Publicado em 25/12/2012, às 11h27 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Ricardo e Rodrigo criam um espaço alegre e põem um peixe para ‘passear’. - -
Ricardo e Rodrigo criam um espaço alegre e põem um peixe para ‘passear’. - -

Um ambiente amplo, confortável, multicolorido e que privilegiasse a espetacular vista do mar de Angra. Essa foi a proposta dos sócios Rodrigo Passos (38) e Ricardo Melo (38) para o cais 4, local onde os convidados são recebidos no continente antes do embarque para a Ilha. “Diferentemente das outras edições, optamos por girar o lounge, deixando-o de frente para a natureza. Assim, diante dessa paisagem, a espera pelo barco fica ainda mais prazerosa”, explicou Ricardo. Outro passo foi focar em cores vibrantes, como amarelo, laranja e azul, principalmente nas luminárias e almofadas. “A ideia foi fazer algo alegre, descontraído, com cara de praia”, disse Rodrigo.

Eles também construíram no lounge um deck com piso de madeira, mesmo material utilizado no banco de cinco metros e no painel. “A gente quis dar uma aquecida na parede, como se tivesse uma ondulação. Essa integração de coisas é muito presente no nosso trabalho”, contou Ricardo, que pôs ainda um enorme espelho no espaço com a intenção de ‘refletir o mar de todos os lados’. Entre os elementos decorativos, dez quadros com fotografia ressaltam o número 1000 de formas inusitadas, na cadeira de praia, em placa da Av. Atlântica, em Copacabana, ou no bordado de uma camiseta. Duas esculturas de fibra de vidro em formato de peixe, cada uma com 1,20m, também se destacam. “É como se eles estivessem passeando pelo espaço”, reiterou Rodrigo. Também foram colocados dois sofás com tecidos resistentes, indicados para área externa. “O cais é praticamente um cartão de visita da Ilha. Então, a partir do nosso ambiente, o convidado já entra no clima do que encontrará logo depois”, explicou Ricardo.