Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Bia Arantes elege suas prioridades: "Estou focada na minha carreira"

Na Ilha de Caras, ela está ‘fechada’ para namoro e com muitos projetos profissionais

CARAS Publicado em 09/10/2014, às 07h15 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Solteira há três anos, a atriz conta que vem priorizando sua vida profissional. - MARTIN GURFEIN
Solteira há três anos, a atriz conta que vem priorizando sua vida profissional. - MARTIN GURFEIN

No último mês, Bia Arantes (21) precisou mudar radicalmente sua rotina. Em turnê com a peça A–Traídos, a atriz vem trabalhando nos fins de semana e, na volta para casa, no Rio, intensifica a rotina de malhação para aguentar a maratona de viagens com a peça.

“Queremos atrair o público jovem para o teatro. E, quando é preciso, vamos conversar nas escolas. É um sacrifício, mas rende frutos. Por isso, o corpo e a saúde precisam estar bem para segurar o tranco. Quando vejo a plateia lotada e sinto o carinho dos fãs, percebo que tudo vale a pena”, contou Bia, na Ilha de CARAS. No espetáculo, com direção de Pedro Jones (34), ela atua com os atores Bernando Velasco (28) e Daniel Blanco (20). O fato de ser a única mulher da turma não é um problema para ela. “Os meninos são ótimos, já os conhecia. Com Bernardo, por exemplo, atuei em Malhação, em 2011”, disse.

Longe das novelas desde Sangue Bom, no ano passado, Bia foca agora no cinema. E a estreia já será como protagonista, com o longa O Último Virgem, que entra em cartaz em 2015. Além disso, ela atua nos curtas-metragens Azul ou Aquilo que te Inspira e Memória do Amor.

“Foi bom caminhar por outros universos. Experiências, ricas, maravilhosas”, avaliou. A agitada agenda profissional só contrasta com a calmaria que vem imperando em sua vida pessoal. Solteira há três anos, admite que a busca de um namorado não é prioridade. “Estou em momento muito meu, difícil para assumir um relacionamento. Só alguém muito incrível pode mudar isso. O pessoal está meio estranho, vazio, perdido, muito desinteressante. É uma coisa universal. Já me preocupei muito mais em estar acompanhada. Mas, como estou focada na minha carreira, isso já não é tão forte para mim”, justificou Bia. 

 Bia Arantes