Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Top brasileira quer bater recorde no SPFW (parte da estratégia: nada de dieta)

Mariana Coldebella estará em 12 dos 18 desfiles do São Paulo Fashion Week. No primeiro deles, o de Ronaldo Fraga, ela conversou com Caras Fashion sobre o bom momento profissional

Ana Paula de Andrade Publicado em 30/10/2012, às 18h58 - Atualizado em 22/02/2013, às 12h46

Mariana Coldebella está na capital paulista para desfilar - e bater recordes - nas passarelas do São Paulo Fashion Week - Foto-montagem
Mariana Coldebella está na capital paulista para desfilar - e bater recordes - nas passarelas do São Paulo Fashion Week - Foto-montagem

A top gaúcha Mariana Coldebella chamava a atenção no backstage do desfile do estilista Ronaldo Fraga, no primeiro dia do São Paulo Fashion Week. E não era só pela trança de 2 metros que exibia enrolada no pescoço (o aplique era parte do figurino do desfile de Fraga). O sorriso e a simpatia da garota de 24 anos transpareciam o seu bom momento profissional. Mariana foi uma das modelos que mais desfilou nas semanas de Paris, Londres e Milão. Só na capital francesa foram 16 entradas. Na temporada anterior, a bela desfilou com exclusividade na catwalk da Givenchy, de Riccardo Tisci, ao lado de veteranas como Ana Claudia Michels. E agora está prestes a quebrar um novo recorde, desta vez em solo nacional: durante a SPFW, estará presente em 12 dos 18 desfiles. Haja fôlego. Determinada, Coldebella não se assusta com a maratona. “É pra isso que venho trabalhando no decorrer da minha carreira”, conta animada. Talvez o segredo da new face seja a alimentação. “Antes do desfile, como de tudo, sem essa de dieta, afinal, preciso de energia”, diz. Sobre desfilar para Ronaldo Fraga, a gaúcha se declara fã do estilista.“Além de ótimo profissional, trata todos da equipe com carinho, dá prazer trabalhar com ele”.Veja nossa galeria com fotos da top que promete conquistar o SPFW.

Por Ana Paula de Andrade