Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Sebastian inaugura loja ecológica no Brasil

Chega ao Brasil a primeira loja ecologicamente sustentável; na loja verde é possível comprar camisetas de algodão orgânico, de malha feita com garrafas pet e chinelos de pneu reciclado

Redação Publicado em 10/12/2009, às 02h25 - Atualizado às 15h47

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Sebastian inaugura primeia Loja Verde da C&A no Brasil
Sebastian inaugura primeia Loja Verde da C&A no Brasil
O garoto-propaganda Sebastian, da rede de varejo C&A, esteve em Porto Alegre nesta semana para inaugurar a primeira loja ecologicamente sustentável no Brasil, a Loja Verde da rede C&A. A preocupação com o meio ambiente está cada vez mais inserida em nossa sociedade. Além de pequenas mudanças nos hábitos da população, já é possível ver que as grandes redes de varejo também se deram conta da importância de tomar novas posturas e agir protegendo o planeta. A unidade no Brasil da C&A 'verde' é a segunda no mundo, a primeira foi na Alemanha, em 2008. Na Loja Verde é possível comprar camisetas de algodão orgânico, sacolas retornáveis, chinelos de pneu reciclado e camisetas de malha feitas com garrafas pet recicladas, além de contar com coletor de lixo eletrônico para celulares, pilhas e baterias. Mas não são só produtos, no local, é possível conhecer um pouco mais sobre o tema sustentabilidade, pois há material explicativo disponível. Para abraçar o conceito 'verde', a loja passou por uma reforma e adotou o lema ecologicamente sustentável, na prática isso significa reduzir o consumo de água em 30%, 40%, e de energia em 20%, consequentemente, de emissão de C0², um dos gases mais poluentes do planeta. Outra novidade é o telhado verde na cobertura, com 640 m², que além de promover a biodiversidade, o isolamento térmico acarretará na redução do calor e do frio no interior da loja e, consequentemente, na menor necessidade do uso do ar condicionado.