Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS

A delicadeza de Elie Saab e Valentino na passarela Haute Couture

Longos mega coloridos, lenços, maxi acessórios, saltos trabalhados e muita delicadeza embalaram os desfiles da Paris Fashion Week nesta quarta-feira, 23

Cibele Maciet Publicado em 24/01/2013, às 00h54 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Desfile de Elie Saab na Paris Fashion Week - Cibele Maciet
Desfile de Elie Saab na Paris Fashion Week - Cibele Maciet

No chique pavillon Cambon, Elie Saab nos presenteou com um espetaculo de longos bordados com perolas e lantejoulas. As peças, fluidas, muitas com crinolinas, se dividiram em tons pasteis, ebano, malva, rosa e azul palido, às vezes em coral e preto. Sob os olhos atentos de Chantal Tomass (65), Dita von Teese (40) e das atrizes francesas Virginie Ledoyen (36), e Clotilde Courau (43), o estilista libanes, comme d’habitude, brincou com rendas transparentes, cristais, strass e bordados barrocos.

O enfant terribleJean Paul Gaultier nos levou em viagem ao Rajastão, com belos longos mega coloridos, lenços, maxi acessorios, saltos trabalhados. No final do desfile, uma bela noiva abre sua crinolina e deixa sair quatro garotinhas vestidas à carater. Nada mais merecido que um grande beijo do estilista na passarela e os aplausos do publico na rue Saint-Martin, onde se localiza o atelier de Gaultier.

Em On aura tout vu, a dupla bulgara formado por Livia Stoianova e Yassen Samouliov se inspirou de insetos para sua coleção de Alta Costura. As ‘asas’ estavam presentes em casacos transparantes, ensembles pretos com ‘teias de aranha’ formadas por rendas.

Franck Sorbier prestou uma homenagem à mecenas e colecionadora de arte americana Peggy Guggenheim. No teatro Palais Royal, o jornalista e biografo Henry-Jean Servat narrou a vida de Peggy em uma ambientação toda especial para a passagem das modelos.

Valentino também trabalhou a delicadeza com uma serie de vestidos de baile na cores ébano e branco camelia, às vezes envoltos com fios de ouro e prata. Algumas silhuetas em preto e vermelho também apareceram. Os tecidos: crepes e tules bordados de desenhos de flores.