Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Fashion / SPFW

Bela Laís Ribeiro é aposta de Tom Ford

A modelo piauiense Laís Ribeiro bombou nas passarelas e em campanhas em 2011 – com a ajuda de ninguém menos que Tom Ford – e já começou 2012 entrando para a lista das 50 tops mais importantes do mundo do site Models.com. Ela promete!

Redação Publicado em 19/01/2012, às 14h53 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Laís Ribeiro - Divulgação
Laís Ribeiro - Divulgação

Quem a observa pela primeira vez, com jeito de menina tímida e sorridente, não consegue imaginar como Laís Ribeiro (22) se transforma em uma mulher segura e exuberante em frente às lentes de uma câmera fotográfica. Não é à toa que a modelo, nascida em Miguel Alves, interior do Piauí, conquistou o estilista Tom Ford (49), que a elegeu como queridinha e a convidou para estrelar uma de suas campanhas em 2011.

Graças a seu talento, a morena de lábios carnudos já desfilou para marcas como Gucci, Christian Dior, Hermés, John Galliano, Versace, Marc By Marc Jacobs, Givenchy, Dolce & Gabbana, Ralph Lauren, Emilio Pucci, Oscar de la Renta, Donna Karan, Diane Von Furstenberg, Carolina Herrera, Tommy Hilfiger, Jason Wu, Roberto Cavalli, Bottega Veneta, Blue Marine e Alexandre Herchcovitch, além de ter entrado para o time de modelos da badalada Victoria’s Secret.

Na temporada de verão 2011, Laís – que é mãe de Alexandre (3) – foi recordista na passarela brasileira, com 27 desfiles no São Paulo Fashion Week e 26 no Fashion Rio. E 2012 já começou com tudo para a top, que, desde o dia 12 de janeiro, integra a lista das 50 modelos mais importantes do mundo, de acordo com o site Models.com. Laís figura na 45ª posição do ranking, que ainda tem as brasileiras Alessandra Ambrosio (30), em 24º lugar, Caroline Trentini (24), em 25º e Aline Weber (22), em 33º.

No último Fashion Rio, que acabou semana passada, a modelo de 1,84 m de altura e manequim 38 desfilou para Auslander, Sacada, Afghan, 2nd floor, Francesca Romana Diana e Patrícia Vieira. No São Paulo Fashion Week, que começa nesta quinta-feira, 19, ela já consta da lista de 9 marcas, como Reinaldo Lourenço, Alexandre Herchcovitch, Colcci e Animale.

Confira entrevista exclusiva que a libriana Laís concedeu à CARAS Online às vésperas da temporada de moda paulistana:

Você sempre sonhou em ser modelo?
Não foi um sonho. Acho que toda menina fala sobre isso, de ser modelo, mas não era propriamente um sonho. Eu vivia em outra realidade, então, eu não sonhava muito. Não acreditava. Mas já que aconteceu, eu aproveitei a oportunidade e, graças a Deus, está dando tudo certo. Eu sempre fui muito magra e alta e as pessoas me falavam para ser modelo, mas eu sempre fui muito tímida, então, pra mim, não era uma possibilidade. A sorte bateu na minha porta.

Quando isso aconteceu?
Eu estava fazendo cursinho pré-vestibular (queria fazer faculdade de Enfermagem) e, na primeira semana de aula, eu conheci uma amiga que era modelo comercial no Piauí. Ela me convidou para fazer o teste para entrar na agência dela e, na semana seguinte, eu entrei e fiz o teste para o Piauí Fashion Week. A Joy promoveu um concurso em todo o Brasil e, no Piauí, eu fui selecionada entre três meninas. Vim participar da final em São Paulo para concorrer. Fiquei entre as 19 finalistas e entrei para a agência. E, daí, larguei o cursinho.

Você já era mãe nessa época?
Sim, quando eu comecei a modelar, já tinha o Alexandre. É por causa dele que eu continuo. Já que está dando certo, eu sei que posso dar um futuro melhor pra ele. Espero que ele entenda minha ausência agora. Ele fica com minha mãe, minha avó, meus tios, lá na minha cidade. Viajo muito e prefiro que ele fique com a minha mãe, que ele possa estudar, ter um cantinho dele, as amizades dele, ter uma referência.

Você é mãe-coruja ou mais molecona, que brinca com ele?
Eu sou os dois, porque precisa ser os dois, participar da educação. Eu ligo para ele todos os dias, a gente se fala pelo Skype. Vejo com a minha família o que está acontecendo com ele. O pai dele também é muito presente. Ele mora na mesma cidade que ele.

Como você lida com a distância da família?
Eu falei pra minha agência que o máximo de tempo que fico longe da minha família são dois meses. Se não, eu fico muito estressada, não consigo conversar direito com as pessoas, eu fico muito sensível. Minha mãe é minha fortaleza, me apoia em tudo. Quando eu comecei a modelar, fiquei um pouco mais distante do Alexandre, e ele começou a chamar a minha mãe de “mãe”. Pra mim doía muito, sabe? Ai, não gosto nem de falar! Eu fico emocionada.

Você imaginava que ia despontar como modelo internacional, quando participou do primeiro concurso?
Não, eu não sabia que ia tomar essa proporção. Eu venho fazendo trabalhos muito bons, mas não imaginava que ia chegar a tanto, não. Isso é bom. Foi inesperado. Foi acontecendo e fui fazendo as coisas, não criei aquela expectativa. Se desse certo, eu ia continuar. Se não, eu voltaria a estudar para ser enfermeira. Eu gosto de cuidar das pessoas.

Você está namorando?
Sim, eu namoro um modelo espanhol, Adrian Cardoso (22). Fez um ano em outubro que estamos juntos. Tínhamos amigos em comum e, no Halloween de 2010, começamos a namorar. É meio difícil a gente se relacionar com pessoas de outro meio. Eles não entendem porque a gente viaja bastante, surge algum trabalho que você tem que ir imediatamente. Eu entendo o mundo dele e ele entende o meu. Já conheci os pais dele e foi bem legal.

Onde é a sua casa?
Minha casa é no aeroporto (risos). Eu fico mais em Nova York e viajo bastante. Eu aluguei um apartamento, moro sozinha. Deixo as minhas coisas lá e fica mais fácil pra mim. Antigamente, morava em apartamento de modelo, agora, tenho mais privacidade.

Você já desfilou para muitos estilistas famosos. Como foi isso?
A minha primeira temporada foi uma das mais inesquecíveis porque eu fiz todos os desfiles. Em 2010, fui recordista brasileira em Milão. Eu peguei a maioria dos desfiles e fiquei bem feliz por isso. Os estilistas gostaram do meu trabalho. É muita competição, tem muita menina nova. É difícil você chegar lá, mas é mais difícil se manter lá. Você tem que comer bem. Seu corpo é seu instrumento de trabalho, então, tem que estar bem.

Fale sobre a campanha de Tom Ford, que se ‘apaixonou’ por você!
O meu primeiro contato com ele foi no desfile da marca em Londres. Ele é um homem brilhante. As roupas dele são impressionantes. Ele disse que eu estava linda, ele gosta do tipo supersexy, e eu fiquei meio surpresa, porque ele tratou todas as meninas igualmente. Eu não pensei que eu fosse fazer a campanha dele. Fiquei muito feliz quando minha agência ligou dizendo que eu ia fazer. E as fotos foi ele quem fez em uma mansão superlinda em Palm Spring, perto de Los Angeles. Eu me senti muito à vontade porque ele é muito brincalhão. Ele conversa sobre as coisas dele, abre espaço pra gente conversar sobre as nossas, cria certa intimidade. E, a cada roupa que eu ia colocando, eu ia me apaixonando mais ainda por cada look. Impressionante como ele tem criatividade de fazer cada peça linda e diferente. É de uma inteligência espetacular.

Com três anos de carreira, você já se sente bastante segura na passarela e em frente às câmeras?
Com o tempo, você adquire experiência e segurança. Eu me sinto muito bem numa passarela, amo fotografar. Estar em frente às câmeras é o meu trabalho, então, eu tenho que me sentir bem e segura. Na passarela, eu foco e só vejo os fotógrafos. Não sei o que acontece, mas realmente não vejo ninguém (risos).

Que famoso você já teve a oportunidade de conhecer?
Morando em Nova York, você vai até a esquina e encontra várias pessoas. Lá, é supernatural isso. Eu já vi a Beyoncé (30), o Jay-Z (42), o Kanye West (34). Vejo todos em baladas, eventos. O Kanye West conheci quando estava fotografando uma campanha da Victoria’s Secret e ele apareceu no estúdio. O Ed, um dos donos da marca, nos apresentou. É bem legal você ter contato, estar no mesmo patamar deles. É muito diferente de estar do outro lado. É engraçado.

Em que outras modelos você se inspira?
Eu tenho contato com a Adriana Lima (30), ela tem muita personalidade. As vezes em que nos encontramos, ela conversa comigo sobre o que aconteceu na carreira dela, como tem que se manter, ela me dá conselhos. Acho superincrível da parte dela. Ela não perdeu a essência e é isso que quero pra mim.

Você acredita que, no cenário de modelos brasileiras, você está chegando Ao topo, junto com outras que já estão lá?
Eu acho que não dá para comparar, mas, sim, a cada dia estou chegando mais perto. 2011 foi um ano abençoado pra mim porque trabalhos caíram do céu. Acho que sim, estou começando a crescer na minha carreira e posso, sim, ser considerada uma das tops.

Quais são suas ambições e aspirações profissionais? Onde você pensa em chegar?
Eu já fiz bastante coisa, graças a Deus. Estou realizando um sonho, que é estar na Victoria’s Secrets. Acho que toda modelo sonha em ser uma Angel. Quero me manter nesse caminho. É isso que quero pra mim, continuar trabalhando.

Você pensa em chegar ao lugar que hoje pertence a Alessandra Ambrosio e Izabel Goulart (27) dentro da Victoria’s Secrets?
Com certeza. Quando eu estou fazendo uma campanha e as vejo trabalhando e percebo que estou no mesmo espaço que elas, pra mim é inexplicável, ainda mais numa empresa tão grande como a Victoria’s Secret.

Você faz dieta?
Eu agradeço à minha família, à minha genética. É claro que eu malho. Tenho um personal trainer, malho toda semana (três vezes por semana, quando estou em Nova York). Não é muito regular por causa das viagens. Eu como de tudo e me alimento bem, como carne, tomo refrigerante. Em dia de desfile, é quando a gente tem que se alimentar bem, porque a gente gasta muita energia. Pra mim, é isso. A gente acorda cedo, tem que estar o tempo inteiro em cima do salto alto, fotografando. Você gasta muita energia, então, tomo bastante líquido. Penso ao contrário das outras modelos nesse ponto.

Quais são seus cuidados de beleza no dia a dia?
Eu faço hidratação no cabelo uma vez por semana no salão de amiga brasileira em Nova York e passo hidratante no corpo inteiro. Sou meio desencanada com essas coisas, mas com o passar do tempo, você adquire alguns cuidados, senão, o cabelo fica desgastado de tanto produto. No rosto e nos lábios também passo hidratante.

Você gosta de se maquiar?
Agora estou aprendendo. Eu era contra maquiagem porque gosto de um look mais natural. Minhas amigas sempre brigam comigo, porque elas fazem a maior produção. Mas eu não sabia me maquiar. Agora estou começando a me interessar e estou achando bonito. Bastante rímel fica bem bonito, e um blush natural. Gosto de tudo mais natural.

Como você define o seu estilo de se vestir?
Se eu me sinto bem com uma roupa, eu vou usar. O meu estilo não é só de uma roupa. Eu gosto de estar bem à vontade, sempre.

Fotografia: Edu Lopes Produção: Carlinhos Duarte – CHD Produções Agradecimento: WHARE House (locação)