Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Fashion / SPFW

A estrela do SPFW: Eva Herzigova

Discreta e elegante, a top Eva Herzigova é estrela de desfile do SPFW e em entrevista ao Portal CARAS revelou sua admiração pelo Brasil

<br><i>por Thayana Nunes</i><br><br> Publicado em 12/06/2010, às 22h18 - Atualizado em 16/06/2010, às 12h30

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Eva Herzigova - Francisco Cepeda/AgNews
Eva Herzigova - Francisco Cepeda/AgNews
Backstage concorrido da marca Andrea Degreas no São Paulo Fashion Week. Tudo porque a top brasileira Shirley Mallmann e a modelo tcheca Eva Herzigova dividiram a passarela da grife. Eva, a top de 37 anos que ainda continua deslumbrante no catwalk, recebeu o Portal CARAS para uma breve entrevista antes do início do desfile. Muito discreta, Eva falou sobre o que acha do Brasil e da moda tupiniquim e revelou não comemorar o Dia dos Namorados. Confira: - De todas as suas visitas ao Brasil, qual a sua impressão sobre o país? - Vocês tem um país muito bonito, muito grande, e estão passando por um boom econômico, em que está está rolando muito trabalho. Além das praias, que são as mais bonitas. - Você gosta muito de praia. É sempre fotografada nas belas praias do litoral francês. Você gosta dos biquínis e da moda brasileira? - A moda de vocês antes era muito a questão da praia, o que eu acho que continua sendo, porque vocês têm praias maravilhosas (risos). Mas o que está acontecendo é que vocês estão oferecendo outros tipos de roupa também, muito bonitas. - Qual a grife que você mais tem no seu guarda-roupa? Algo brasileiro? - Eu gosto e uso muitas marcas, como Balenciaga, Marc Jacobs, Chanel, YSL. Do Brasil, tenho biquínis. - Qual é o seu estilo de se vestir? - Definitivamente, eu sou uma mulher clássica. Eu acho que eu sou clássica e romântica. Gosto de roupas mais discretas, sóbrias. Eu gosto de tendências de moda, mas você não vai me encontrar com flores na cabeça, por exemplo. - Aqui no Brasil, comemora-se neste final de semana o Dia dos Namorados. Como você comemora com Gregorio Marsiaj? -Eu venho de um país onde não tem a tradição do Dia dos Namorados. Nós não celebramos. Eu acho lindo ter um dia para comemorar o amor. Eu acho lindo poder devotar o amor para a sua mãe, para o seu amado, mas não precisa ser necessariamente só para o seu namorado. Você pode fazer isso para o seu melhor amigo, para o seu irmão, para a sua irmã.