Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Eventos / One Day Golf

VANESSA GERBELLI E TITO, SEU PEQUENO GUERREIRO

A CHEGADA DO BEBÊ FORTALECEU O RELACIONAMENTO DE CINCO ANOS

Redação Publicado em 08/05/2008, às 10h58

Vanessa conta na Ilha de CARAS que o bom humor do filho, da união com o diretor Vinícius Coimbra, serve de motivação tanto em sua vida pessoal como na profissional.
Vanessa conta na Ilha de CARAS que o bom humor do filho, da união com o diretor Vinícius Coimbra, serve de motivação tanto em sua vida pessoal como na profissional.
por Angie Diniz Com 1 aninho, o risonho Tito faz a atriz Vanessa Gerbelli (34) passar mal de saudades. Ainda engatinhando no papel de mãe, ela sofre por ter que deixar o pequeno para encarar a rotina de cerca de 12 horas diárias de gravação da novela Amor e Intrigas, da Record, na qual faz a protagonista, Alice. Mas Vanessa garante que o filho é um autêntico "guerreirinho" e tira de letra a situação. Na Ilha de CARAS, a atriz, que lá se deixou fotografar pela primeira vez com o menino, revelou como o nascimento de Tito fortaleceu ainda mais a relação com o diretor global Vinícius Coimbra (36), com quem está casada há cinco anos. - O que o Tito trouxe para sua vida com o Vinícius? - Eu passei a conhecer o lado mais afetuoso do Vinícius, o de mais entrega, depois do nascimento do nosso filho. Acabei desenvolvendo uma admiração e um respeito muito maior pelo meu marido. Mas a maternidade transforma a vida completamente. Quando o Tito mamava no peito, eu deixei de ser só esposa para ser mãe. De casal, nós passamos a ser um trio, com relações de amor muito intensas. - O que mais a surpreende no seu filho? - É o humor dele. Tito é uma criança que ainda tem uma força enorme, é destemido. Ele é meu guerreirinho. E, aos seis meses, falou "mamãe". Nossa! Isso foi uma emoção indescritível. Acho que ele acabou pegando porque, sempre que eu chegava em casa, todo mundo dizia: "Olha a mamãe! Olha a mamãe!". O pai parece não ter ciúmes, pelo menos nunca me disse nada sobre isso. Se eu fosse ele, com certeza, teria (risos). - Como foi voltar às novelas após o nascimento dele? - Comecei a fazer Amor e Intrigas quando o Tito completou cinco meses. Foi um choque deixá-lo em casa. A volta foi muito mais difícil do que eu imaginava. Já havia sido convidada para fazer Vidas Opostas, mas aí veio a gravidez. Depois, me chamaram para Caminhos do Coração, mas tinha acabado de dar à luz. Nessa época, me disseram que eu entraria, então, numa próxima novela. E aí me convidaram para viver a protagonista de Amor e Intrigas. Nas outras tramas, meu papel não era o principal. Prova de que as coisas realmente vêm na hora certa. - Nos últimos meses, sua vida se encheu de emoções, você foi mãe e protagoniza uma novela pela primeira vez... - Vejo essa questão de protagonista de um jeito bem ameno. Quando soube, me dediquei da mesma forma com que encarei os outros trabalhos. Não fui tomada pela ansiedade, pelo peso do título. Também porque Tito passou a ser prioridade na minha vida. - Pensa em ter mais filhos? - Quero sim, mas não agora. Por enquanto, meu desejo é o de ver o Tito crescer de uma forma positiva, vibrante, bonita. - Além do trabalho na televisão, você ainda encontra tempo para cuidar do corpo? - Eu tinha uma rotina legal de exercícios. Infelizmente, agora, não tenho tido tempo de fazer mais nada. Trabalho 12 horas por dia e preciso estar ao lado do meu filhote. Sinto muita falta das minhas aulas de yoga.