Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Eventos / One Day Golf

BOMBOM E A GENÉTICA DA VAIDADE

THALITA E OLÍVIA SE ESPELHAM NA MÃE NO CUIDADO COM A ESTÉTICA

Redação Publicado em 08/05/2008, às 11h00

Olívia e Thalita, maquiada por Bombom, cuidam da beleza na Ilha.
Olívia e Thalita, maquiada por Bombom, cuidam da beleza na Ilha.
por Carlos Lima Costa e Leticia Rio Branco A vaidade e a constante preocupação com a boa forma sempre foram características marcantes em Adriana Bombom (32). E ela vem se divertindo ao constatar que as filhas, Olívia (6) e Thalita (4), do casamento de sete anos com o cantor Dudu Nobre (33), seguem seus passos. "Isso elas realmente herdaram de mim porque Dudu não é nada vaidoso. Eu sempre quis ser mãe e, hoje, me sinto totalmente realizada com esta família linda e feliz", assegura ela, na Ilha de CARAS, onde comemora ainda os quatro anos de sua agência de modelos, a Bombom Casting. - A vaidade então está no DNA das meninas? - Olívia liga mais para moda e me faz gastar bastante nas lojas. Já Thalita é mais desencanada. Mas as duas adoram me copiar. Pintam e bordam com a minha maquiagem. Pegam minhas sandálias de salto e andam direitinho. Vão ao salão de beleza comigo, fazem a unha e hidratação no cabelo. Agora, estão em uma fase engraçada, querem escolher as próprias roupas. Adoro colocar vestidinhos de laço e pompom. Mas elas preferem sair como mocinhas. - E o que mais elas herdaram do pai e de você? - Thalita se parece mais comigo na personalidade: é brincalhona, extrovertida, alegre. Tudo para ela está bom. E me escuta mais, não é malcriada como a Olívia, que puxou ao Dudu. E marrentinha. - Quem é mais rígido na educação, você ou Dudu? - Ele é um superpai, extremamente atencioso, apesar de durão. Eu sou coração mole. Quando ele coloca as meninas de castigo, peço para tirá-las logo. Aí ele não deixa (risos). Quem é mais presente no cotidiano delas sou eu. Dudu viaja muito por conta dos shows. Faço questão de levá-las na escola, na natação, na ginás t ica olímpica, nas festas, curto isso. - Vocês planejam mais filhos? - Quero um menino, mas não agora. Aliás, penso em adotar, mas Dudu prefere ter o filho dele. Preciso convencê-lo para não ter que esticar de novo a barriga. - Você se esforça muito para se manter sempre em forma? - Claro. Mas sempre gostei de malhar. Se não for para a academia, fico doente. Faço 40 minutos de exercício aeróbico e mais uma hora e meia de musculação pesada. Adoro a minha panturrilha e a minha barriguinha! O bonito é ter um corpão (pesa 60 quilos em 1m71 de altura). Dudu gosta muito, ele acha bonito uma mulher sarada. Sou mesmo muito vaidosa. Faço drenagem linfática, limpeza de pele, tudo o que existe por aí (risos). Já coloquei silicone e operei o nariz. Sou a favor de ficar bonita. Minhas filhas também fazem dieta para evitar obesidade na infância. Não comem doce, cachorro-quente, fritura, não bebem refrigerante, nada de besteira. E elas não sentem falta. - E qual a importância do Dia das Mães em sua vida? - As meninas sempre se juntam com o Dudu para comprar o meu presente. Ano passado, por exemplo, saímos para almoçar e, de repente, os três me deixaram na mesa sozinha e voltaram com um buquê de rosas e um anel de ouro que haviam deixado escondidos no porta-malas do carro. Chorei horrores. Fotos: George Magaraia