Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Eventos / LOLLAPALOOZA!

Apresentadores do Lollapalooza falam sobre o falecimento de Taylor Hawkings e as expectativas para o último dia do festival

Titi Müller e China, que são apresentadores no canal Multishow, também relembraram os melhores momentos do primeiro dia de Lollapalooza

CARAS Digital Publicado em 27/03/2022, às 11h00

Os apresentadores China e Titi Müller comentaram sobre o falecimento do baterista Taylor Hawkings e lembraram dos seus momentos favoritos do primeiro dia de festival - Reprodução: Instagram
Os apresentadores China e Titi Müller comentaram sobre o falecimento do baterista Taylor Hawkings e lembraram dos seus momentos favoritos do primeiro dia de festival - Reprodução: Instagram

Neste último sábado, 26, o segundo dia de Lollapalooza se iniciou com uma notícia triste. O baterista da banda Foo Fighters, Taylor Hawkings, faleceu aos 50 anos após ter uma overdose

Com o falecimento do baterista, o Foo Fighters cancelou a apresentação que faria neste domingo, 27, no último dia do Lollapalooza

A apresentadora Titi Müller (35) comentou em um bate papo com a CARAS Digital  sobre o impacto desta notícia no mundo da música e lembrou do momento em que recebeu a notícia ao lado da sua colega Didi Wagner (46).

"O impacto é imenso. Estava perguntando para Didi Wagner, que era quem estava ao meu lado quando a gente recebeu essa notícia triste, a gente ficou se perguntando qual seria a banda que poderia substituir Foo Fighters no Brasil, e a verdade é que não existe esta banda", disse a apresentadora. 

Outro apresentador do canal Multishow que está no Lollapalooza é o cantor China (43). Em entrevista exclusiva, ele também comentou sobre o impacto da morte de Taylor e pontuou a importância do festival continuar com muita música."É uma notícia triste para a música, para os fãs. Mas eu abri a transmissão de hoje dizendo isso, a melhor maneira de homenagear um músico, é fazendo música". 

O apresentador espera que o festival se encerre homenageando Taylor através da música. "Que todas as músicas deste festival sejam para o Taylor, que cada show seja para ele, que cada aplauso seja para ele. Eu acho que a melhor maneira de celebrar a passagem de alguém é com música, é com alegria". 

Titi também espera que este último dia de Lollapalooza encerre o festival em grande estilo. "Eu acho que a gente vai fechar o Lolla com chave de ouro. Mesmo com a chuva de sexta-feira, com esta notícia triste que todo mundo acordou neste sábado, é um evento que todo mundo estava esperando há muito tempo". 

"Acho que vai ser catártico e espero que seja o início de um ano que as coisas vão começar a mudar", completou Titi. 

Em relação às mudanças, a apresentadora também comentou sobre a retomada do festival após a pandemia. Por mais que esteja otimista com o retorno, Titi revelou que ainda se preocupa com o filho Benjamim(1), que ainda não pode ser vacinado por conta da idade. 

"Eu tenho um bebê de quase 2 anos que não foi vacinado, então tenho medo de ser um agente transmissor de covid para ele. Mas a gente está vivendo um momento de retomada segura dentro das nossas possibilidades", comentou a mãe do pequeno Benjamim. 

Lembrando o primeiro dia de Lollapalooza ! 

Os apresentadores do canal Multishow lembraram quais foram os melhores momentos do primeiro dia do festival que se encerra neste dia 27. 

Para China, o destaque foi o trapper Matuê (28). "O show do Matuê foi incrível. Ver o trap nacional chegar num palco como o do Lollapalooza, apesar de já estar bombando na internet, ver essa galera aqui é incrível. Talvez o maior destaque de ontem". 

Mas claro que o apresentador não podia deixar de fora Pabllo Vittar (28). "Foi uma sequência matadora, Matuê e Pabllo, entregaram muito. Foi demais". 

Titi Mullër também colocou o show de Pabllo nos destaques do primeiro dia de festival, principalmente por conta dos protestos políticos que aconteceram ao final da apresentação da drag queen. "Os momentos mais marcantes do Lolla foram com certeza os momentos finais do show da Pabllo, que saiu fazendo um protesto político".