Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Esporte / Copa

Decote de Fernanda Lima impede iranianos de ver sorteio da Copa

Decote de Fernanda Lima inviabiliza transmissão de sorte da Copa no Irã

CARAS Online Publicado em 08/12/2013, às 20h06 - Atualizado em 26/02/2020, às 14h42

Fernanda Lima - Ag. News
Fernanda Lima - Ag. News

Por causa do decote de Fernanda Lima na apresentações do sorteio das chaves da Copa, realizada na sexta-feira, 6, na Bahia, os iranianos não puderam acompanhar a transmissão do evento. A informação é do site Huffington Post.

+ Imagens de Shakira no Brasil causam polêmica no Irã

De acordo com a publicação, o canal iraniano responsável pela transmissão, faz habitualmente a  emissão com alguns segundos de atraso, justamente para poder analisar as imagens e evitar que "cenas inadequadas" cheguem às televisões iranianas.

+ Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert comandam sorteio 

O problema - que os iranianos desconheciam quando anunciaram que fariam a transmissão - é que Fernanda não saiu do palco, o que inviabilizou a veiculação das imagens.

No Irã, mulheres não podem ir aos estádios para ver as partidades de futebol e o vestuário feminino a ser exposto em público é regido por um rígido código de conduta e comportamento.O iranianos acabaram sendo informados, momentos depois, que enfrentarão Argentina, Nigéria e Bósnia.

Alguns iranianos mais radicais chegaram a ir até a página de Fernanda Lima no Facebook para atacá-la por seu "comportamento indecente". Embora muitos comentários estejam em farsi ou persa, alguns foram feitos em inglês e é possível ver iranianos dirigindo palavras de baixo calão e insultos à Fernanda em inglês.

"Por sua causa e por causa das suas roupas, não pudemos assistir ao sorteio da Copa, espero que esteja contente", afirmou um deles, mais comedido.

No entanto, há no país quem não aprove a atitude de seus compatriotas. "Sou iraniana e queria pedir muitas, muitas desculpas, senhora", afirmou uma internauta.

"Peço mil desculpas a Sra. Fernanda Cama Pereira Lima pelas palavras pouco polidas e pelo comportamento inapropriado de alguns iranianos", comentou outro.

Problema repetido

Essa não é a primeira vez que imagens geradas no Brasil causam problemas no Irã.  Durante a Copa das Confederações, imagens de Shakira com os braços descobertos em Fortaleza foram ao ar na TV iraniana por um descuido, o que causou revolta e provocou polêmica no país.

Segundo o The Guardian, grupos islâmicos mais conservadores foram duros ao criticar a TV por mostrar às famílias iranianas as imagens, consideradas "indecentes" e "não-islâmicas", ao vivo. Normalmente, transmissões esportivas no país são cercadas de restrições e avaliadas por censores. A veiculação da imagem teria pego de surpresa milhares de telespectadores, que rapidamente foram às redes sociais comentar o fato.

No Irã, mulheres normalmente não são autorizadas a irem a estádios para verem jogos de futebol, nem mesmo acompanhadas de seus maridos. Ali Motahari, membro conservador do parlamento local, advertiu  à TV que tivesse mais cuidado em suas próximas transmissões. Representante da emissora, Ezatollah Zarghami, comentou que transmitir eventos esportivos no país é mais difícil até do que realizar transmissões de debates eleitorais ao vivo. A declaração gerou grande repercussão na imprensa local.

Veja como a notícia do sorteio foi dada pela televisão iraniana: