Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Esporte / Olimpíada

Com missão cumprida em Londres, Thiago Pereira fica na torcida por Bruno Fratus e Cesar Cielo nos 50 metros livre

‘Vou acompanhar e torcer muito. Se Deus quiser iremos conquistar mais duas medalhas olímpicas’, disse o medalhista de prata nos 400 metros medley, Thiago Pereira

Redação Publicado em 03/08/2012, às 10h02 - Atualizado às 10h41

Thiago Pereira, Bruno Fratus e Cesar Cielo - Reuters
Thiago Pereira, Bruno Fratus e Cesar Cielo - Reuters

Medalha de prata nos 400 metros medley dos Jogos Olímpicos de Londres, Thiago Pereira (26) revelou estar na torcida pelos nadadores brasileiros Cesar Cielo (25) e Bruno Fratus (23), que disputam ao lado de outros competidores a final dos 50 metros livre na tarde desta sexta-feira, 3.

“Vou acompanhar e torcer muito. Se Deus quiser iremos conquistar mais duas medalhas olímpicas, vai Brasil, vai ‘Cesão! Se ele vencer essa prova pela segunda vez em Olimpíadas será histórico. E pelo que vi (na eliminatória e na semifinal), o Bruno está muito tranquilo e sabendo dosar na hora que tem que dosar”, contou ele em entrevista à Rede Record.

Realizado com os resultados alcançados nos Jogos deste ano, Thiago, que também chegou em quarto lugar nos 200 metros medley, prova de sua especialidade, declarou que seu ciclo no maior evento esportivo do mundo ainda não acabou. “Minha motivação é para 2016 (Olimpíada que será realizada no Rio de Janeiro) e de finalmente conquistar uma medalha nos 200 (metros medley), que é meu ‘xodó’”, disse o atleta.

Ao falar da alegria de ter desempenhado grandes provas em Londres, ele destacou. “Estou muito feliz, realizei um grande sonho. Foram vários anos desde 2004 e 2008, de lá para cá escutei muitas coisas, que nunca ia dar (para ganhar uma medalha olímpica), que nunca ia conquistar, mas sempre acreditei no meu trabalho e batalhei. Fiz varias mudanças e até fui para os Estados Unidos. Felizmente, a medalha veio agora”.

“Apesar de ontem, fiquei muito feliz, fiz minha melhor marca. Perdi de três feras (Michael Phelps, 27, Ryan Lochte, 27, e Laszlo Cseh, 26). Os 200 metros medley é a prova que mais gosto de nadar, a prova que me colocou no ranking mundial, mas a medalha veio nos 400 metros. Independente da prova, importante é que a medalha veio”, acrescentou.