esporte Livre

Após 32 dias, Ronaldinho Gaúcho deixa a prisão, mas permanecerá no Paraguai sob custódia

Ronaldinho Gaúcho irá cumprir prisão domiciliar no Paraguai

CARAS Digital Publicado terça 7 abril, 2020

Ronaldinho Gaúcho irá cumprir prisão domiciliar no Paraguai
Após 32 dias, Ronaldinho Gaúcho deixa a prisão - Jorge Saenz/AP

Ronaldinho Gaúcho deixará a prisão Agrupación Especializada, no Paraguai, após 32 dias.

Nesta terça-feira, 7, o juiz Gustavo Amarilla aceitou o quarto pedido de revisão de medidas da defesa do ex-jogador.

Apesar de deixar o local, ele e seu irmão, Roberto Assis, devem seguir sob custódia policial para a capital Assunção, além de estar proibidos de deixar o país.

Os dois ficarão em prisão domiciliar no Hotel Palmaroga, localizado no centro histórico da capital. O jornal paraguaio ABC Color afirma que eles terão custódia policial permanente, além de ficarem em quartos separados.

O craque e Assis ainda terão que pagar fiança de US$800 mil cada um, cerca de 4,2 milhões cada.

Ronaldinho e Roberto estão no Paraguai desde o dia 4 de março. Os irmãos foram ao local participar de alguns eventos, mas apresentaram documentos falsos assim que chegaram ao país e foram presos no dia 6 de março.

Receba notícias da CARAS Brasil no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!

Último acesso: 06 Jun 2020 - 18:37:23 (348243).