Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Artista plástica, Izabel Litieri apresenta seu colorido lar em São Paulo

Com talento consagrado, Izabel se diz realizada a cada tela

CARAS Publicado em 13/02/2014, às 16h10 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Izabel Litieri - -
Izabel Litieri - -

Entre mil pontinhos coloridos, a artista plástica e empresária Izabel Litieri (59) constrói o seu cotidiano familiar com os filhos, Marcela (25) e Tiago (31), do primeiro casamento, e o eleito, o médico Carlos Alberto Ruiz
(55). Quadros estão espalhados por toda a sua cobertura na Vila Madalena, em SP, mas em um ambiente especial cores e formas se agrupam formando um conjunto harmonioso e aconchegante. É o seu ateliê. Ali, livros de arte se conjugam com telas e troféus. Izabel tem seu trabalho reconhecido internacionalmente. Já expôs na Ward-Nasse Gallery, em NY, foi premiada na Exposição de Arte Contemporânea de Nice, na França, e na Bienal de Arte de Florença. A artista teve o prazer de mostrar suas criações na cidade italiana onde se respira arte, mas tam - bém o fez nas estações do metrô paulistano, ganhando a alcunha de “artista do povo”.

Izabel usa o pontilhismo, técnica que utiliza pontos para criar imagem. Quando começa uma tela, não quer parar. Tem mais de 300 obras e cada uma é como um filho. Quando vende uma delas, a fotografa antes cataloga. “Me despeço emocionada, mas sei que energeticamente será ótimo para quem comprou”, diz ela, que acaba de presentear a atriz Claudia Raia (47) com a tela Inverno em Nova York.

A arte também é o seu melhor remédio para desestressar. “Me desligo de tudo. Você ver uma tela em branco e a imagem surgindo dos pontinhos é como um milagre”, comenta, explicando que não faz rascunho e pinta geralmente sem cavalete, com a tela no colo. Espiritualizada, Izabel mantém imagens de santos em um gazebo com astral convidativo a meditação. “Creio na força interior que nos leva a fazer o nosso melhor”, diz ela, completando que a sua felicidade é fruto do seu empenho artís tico.“ Só quem está muito feliz consegue admirar a felicidade do outro. Por isso, espero que meus quadros abram o coração das pessoas”, define a artista, realizada.