Mãe de três, Ivete Sangalo reflete sobre a maternidade: ''Exercer este sentimento é um privilégio''

Ivete Sangalo revela que aplica ensinamentos da mãe, Maria Ivete, na criação de Marcelo, Marina e Helena

CARAS Digital Publicado domingo 9 maio, 2021

Ivete Sangalo revela que aplica ensinamentos da mãe, Maria Ivete, na criação de Marcelo, Marina e Helena
Mãe de três, Ivete Sangalo reflete sobre a maternidade - Rafa Mattei

Não tem como fugir do clichê quando se fala de Dia das Mães. Muito mais do que uma data, falamos de sentimentos, mudanças, experiências e reflexões. Dentre tantas emoções, as que mais tomam conta da vida de Ivete Sangalo (48) são amor, gratidão e felicidade. Mãe de Marcelo (11) e das gêmeas Helena e Marina (3), frutos da união com o nutricionista Daniel Cady (35), ela não esconde sua dedicação à maternidade.

Ivete Sangalo em família Créditos: Reprodução/Instagram 

Bons exemplos não faltaram à estrela da música brasileira: seus aprendizados, que traz até hoje e repassa aos herdeiros, vêm da progenitora, dona Maria Ivete Dias de Sangalo, que morreu em 2001, aos 64 anos, vítima de uma parada cardíaca. “Reforço minhas lembranças diariamente, em tudo o que é relacionado com a família e nos momentos especiais, reiterando minhas convicções e todo o aprendizado que tive com minha mãe”, explica a cantora, com aquela saudade que nunca passa. “Meus filhos iriam achar a avó sensacional. Ela era uma mulher doce, gostosa de viver, dengosa, participativa e extremamente divertida. Minha mãe seria aquela avó que deixaria tudo, seria maravilhoso”, projeta ela. 

Foto: Acervo pessoal

No álbum de família que a cantora compartilha neste ano está a prova da personalidade alegre que ela carrega em sua própria alma e imagem. “Minha mãe era muito divertida, muito engraçada. Os problemas não tomavam corpo com ela. Eles não tinham o tamanho que as pessoas achavam que tinham que ter. Ela sempre, literalmente, banalizou os problemas, ela nunca os trouxe como algo que pudesse preocupá-la e sempre lidou com tudo de maneira que ele não tomava conta da cabeça dela. Isso era de um positivismo intenso. Então, eu acho que minha mãe, nos dias de hoje, faria uma diferença muito grande. Não só na minha vida, como na de muita gente”, analisa, citando o atual período, de distanciamento social e proibição de aglomerações, o que afetou o setor de eventos e suas principais paixões: shows presenciais e o carnaval em cima do trio.

Ivete Sangalo e a mãe, Maria Ivete

Foto: Acervo Pessoal

Aliás, o período, além de servir como reflexão — a família chegou a ser contaminada, mas sem sintomas graves da Covid-19 —, tem servido para fortalecer o contato digital de Ivete. Lives como a do Dia das Mães, em que ela passa alegria e esperança, têm sido um sucesso. Porém exercer seu papel de mãe é o que a faz mais feliz. “Todo dia é dia de celebrar o amor e a felicidade. Nossos filhos, nossos amores, bênçãos, sorte e alegria. Meu coração não se aguenta de tanta felicidade. Deus é tão bom, tão maravilhoso conosco”, afirma.

Confira a entrevista de Ivete para a CARAS Digital:

Ensinamentos da mãe
"A disponibilidade em responder e estar atenta às inúmeras questões e dúvidas de uma criança. E uma presença poderosa que me fazia entender que ela me protegeria em todas as situações."

Ivete Sangalo ao lado de Marcelo, Marina e Helena

Foto: Reprodução/Instagram 

Diferenças entre as crianças
"Acredito que a maior diferença foi pela gravidez das meninas ter sido uma gestação de gêmeas, isso com certeza não tem como comparar. Mas cada um deles é único. A maternidade me marca diariamente. Sempre de forma positiva, me colocando pra cima, me elevando como pessoa e também como mulher. Acho que minha relação com meus filhos me transformou numa pessoa muito melhor, muito mais feliz, com a vida mais feliz, mais interessante. E eu aprendo com eles todos os dias, inclusive, a calmaria em torno da minha carreira e da minha vida como um todo se estabeleceu intensamente depois da chegada dos meus filhos. O aprendizado é que eles valem muito a pena, estar vivo vale muito a pena, para estar com eles, para usufruir do crescimento deles e dessa minha presença em cada um deles, isso é muito lindo."Mãe agradecida! 
"A maternidade é um sentimento. A conexão da maternidade... ela transcende qualquer modelo, qualquer padrão. Ela transcende. A maternidade... ela é magnânima, ela é a natureza, ela é a força, ela é a real conexão. Então, quando a gente pensa em mãe, a gente pensa em mães. Não em tipos de mães. E eu sou mãe e grata, uma mãe agradecida pelos meus filhos. E ser tão feliz podendo exercer este sentimento é um privilégio."

Foto: Acervo pessoal

Futuro dos filhos
"Desejo que eles sejam felizes, e tudo aquilo que colaborar com isso será muito bem-vindo. Estimulo meus filhos naquilo que eles demonstram interesse. Eu preparo meus filhos para as escolhas deles. Toda escolha na nossa vida tem que ter uma responsabilidade, tudo na vida é uma escolha e uma renúncia. Isso tem que ser aprendido logo, o mais cedo possível, que isso é praticado nas pequenas ações, que, para nós, podem parecer pequenas, mas para eles, são grandes decisões. É sempre sobre nós e nunca sobre o outro. Se nós soubermos lidar com as nossas pretensões, os nossos anseios, as nossas vitórias e as nossas derrotas, a gente vai lidar com qualquer situação. E este é o caminho."

Três é demais! 
"Tenho três filhos lindos, muita felicidade e gratidão. Acho que é um número delicioso de se ter."

Ivete Sangalo ao lado de Marcelo, Marina e Helena

Foto: Reprodução/Instagram 

Último acesso: 29 Nov 2021 - 04:01:50 (388296).

Leia também

TV CARAS