Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Graça Machel: homenagem no Troféu Raça Negra

Troféu Raça Negra exalta a viúva de Mandela

CARAS Digital Publicado em 06/12/2014, às 06h53 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Troféu Raça Negra - SAMUEL CHAVES/S4 PHOTOPRESS
Troféu Raça Negra - SAMUEL CHAVES/S4 PHOTOPRESS

Ícone na luta contra o apartheid e primeiro presidente negro da África do Sul, Nelson Mandela (1918–2013) foi o grande homenageado da 12ª edição do Troféu Raça Negra, em SP, apresentado pelos atores Erika Januza (29) e Lincoln Tornado (29). Considerado o Oscar da comunidade negra, o prêmio consagra personalidades que fazem a diferença por uma sociedade mais igualitária. Viúva de Mandela, a ativista Graça Machel (69) recebeu, emocionada, a láurea das mãos do ministro do STF, Luiz Fux (61). “É difícil para mim falar, principalmente depois de Madiba ter enchido este lugar com sua presença. Ainda é cedo para aceitar que ele partiu para sempre. Ao receber esse troféu, quero dizer a todos que o ideal maior para qualquer cidadão é viver para criar e consolidar uma sociedade de iguais, na qual a discriminação não exista”, discursou Graça, referindo-se a Mandela de forma carinhosa. Ela foi ovacionada por Naomi King (82), cunhada de Martin Luther King Jr. (1929–1968), líder americano que lutou contra a desigualdade racial, pela deputada federal Benedita da Silva (72), por José Vicente (55), reitor da Universidade Zumbi dos Palmares, que promove o evento com a ONG Afro brás, pela atriz Lica Oliveira (45) e pela Miss Israel 2013, Yitayish Ayenew (23), também premiada. “É minha primeira vez no Brasil e estou achando incrível. É  um orgulho e um prazer estar aqui”, disse a beldade. Além de um vídeo com imagens de Mandela com personalidades nacionais e estrangeiras que foi exibido na abertura do evento e reverências aos homenageados, que incluíam também o prefeito de SP, Fernando Haddad (51), o ator do musical O Rei Leão Tiago Barbosa (29), a desembargadora Neuza Maria Alves (63) e o ministro da Educação, José Henrique Paim (48), a noite foi de apresentações musicais e de dança, com o coral da Universidade e o Swilombe Choir, da África do Sul. “É uma festa linda que mostra como os negros estão conquistando cada vez mais espaço em todas as áreas”, observou Lica.