Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Country / Entrevista

Cristina Zaffari Grecellé promove o empoderamento feminino por meio do queijo

Conhecida como 'A Guria do Queijo', veterinária ajuda pequenas e médias produtoras de laticínios a chegarem no mercado consumidor

CARAS Country Publicado em 23/01/2024, às 09h52 - Atualizado em 24/01/2024, às 09h07

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Cristina Zaffari Grecellé - Foto: Arquivo Pessoal
Cristina Zaffari Grecellé - Foto: Arquivo Pessoal

A gaúcha Cristina Zaffari Grecellé, 47 anos, encontrou um jeito popularmente pouco conhecido de atuar como médica veterinária. O amor por animais a levou a se graduar, em 1995, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Porém, o desejo de fazer a diferença a tornou uma mestre e doutora em microbiologia de alimentos que, por meio do seu trabalho de consultoria para venda e produção de laticínios, tem ajudado donas de pequenos negócios a alcançarem mercados antes inimagináveis

Especialista em queijo, Cristina sempre foi muito procurada em suas redes sociais para indicar produtos de qualidade e as melhores maneiras de consumi-los. Acabou apelidada de “Guria do Queijo”. Gostou tanto que assim batizou seu projeto de curadoria técnica (@aguriadoqueijo), por meio do qual ensina consumo, harmonizações e caracterizações dos diferentes queijos. 

O contato direto com o público amante do laticínio combinado com seu conhecimento acadêmico a fizeram enxergar uma lacuna entre quem compra o produto e quem quer vendê-lo. Assim, em parceria com o marido, o também veterinário do ramo de alimentos, Roberto Andrade Grecellé (@ocaradacarne), Cristina criou uma consultoria para facilitar a inserção dos produtos de agroindústrias de pequeno e médio porte no mercado.

Por meio dela, a especialista propõe ajustes tecnológicos e sanitários nos processos de produção, incrementa o visual e as embalagens dos queijos, iogurtes e doces de leite e desenvolve estratégias para aumentar a visibilidade e as vendas dos clientes – através, inclusive, da participação em concursos e em eventos, onde Cristina ministra seus cursos (usando os produtos que deseja promover).

A empresária ressalta que a maioria de seus clientes é formada por mulheres, vindas de sucessão familiar. Com elas, Cristina consegue exercer o papel social de sua profissão. “Trabalhar majoritariamente com mulheres não foi uma escolha ativa, mas a cadeia do leite apresenta a tendência da liderança feminina, de uma nova geração que almeja mudanças. Quando levo seus produtos a ganharem concursos e a alcançarem novos mercados, percebo que transformei suas histórias, ajudando-as a se sentirem mais fortes e confiantes”. 

Além de elevarem a autoestima das produtoras frente ao sucesso de seus negócios, os ajustes técnicos propostos também melhoram diretamente a qualidade de vida delas. Como quando, por exemplo, descobrem que equipamentos pesados, que muitas vezes as lesionam, podem ser substituídos por ferramentas mais simples, que preservam a integridade física de quem as manuseia. 

Outro desafio enfrentado pela mulher no agronegócio – e destacado por Cristina – é a dificuldade em conciliar a maternidade com as frequentes viagens que precisa fazer a trabalho. Mãe de João Francisco, 15 anos, e de José Pedro, 7 anos, Cristina afirma: “Acredito que esse ainda seja o maior obstáculo de uma mulher no Agro. Não podemos deixar a vida profissional atrapalhar nosso relacionamento com os filhos. Por isso, vivo buscando o equilíbrio”. Daí os momentos em família serem tão prezados por ela – e sempre repletos de muito queijo e carne, gostos que Chico e Zé já compartilham com os pais. 

Cristina Zaffari Grecellé - Foto: Arquivo pessoal
Cristina Zaffari Grecellé - Foto: Arquivo pessoal

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!