Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

'Mulher Maravilha' é banido do Líbano duas horas antes da estreia

País proibiu a exibição do filme porque Gal Gadot, a protagonista, é israelense

CARAS Digital Publicado em 01/06/2017, às 11h18

'Mulher Maravilha' - Reprodução
'Mulher Maravilha' - Reprodução

O filme Mulher Maravilha foi banido do Líbano oficialmente, duas horas antes dele começar a ser exibido nos cinemas local. O argumento é que a protagonista Gal Gadot é israelense. 

A ideia de proibir o filme no país surgiu do grupo Campanha para Boicotar Apoiadores de Israel-Líbano. Eles pressionaram o governo alegando que Gal Gadot defende a política militar de Israel contra a Faixa de Gaza. A decisão saiu na noite desta quarta-feira, 31. 

O anúncio do banimento foi feito pelo Twitter oficial do Grand Cinemas do Líbano. Em tempo, Mulher Maravilha estreou nesta quinta-feira, 1º, nos cinemas brasileiros.