Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS

Mara Wilson, protagonista do filme 'Matilda', revela que é bissexual

A atriz usou a escala Kinsey para dizer o seu grau de bissexualidade e agradeceu o apoio dos fãs

CARAS Digital Publicado em 14/06/2016, às 11h49 - Atualizado às 21h03

Mara Wilson - Divulgação
Mara Wilson - Divulgação

Mara Wilson, protagonista dos filmes Uma Babá Quase Perfeita (1993), Milagre na Rua 34 (1994) e Matilda (1996), revelou nesta segunda-feira, 13, que é bissexual.

"Bem, o tumblr sabe agora meu segredo! Deixe-me colocar desta forma: Eu sou 2. Já abracei o rótulo de bi/gay ultimamente", respondeu Mara após ser questionada por uma seguidora sobre o fato de ser bissexual ou não binária.

Para explicar o "número 2", Mara fez uma referência à escala Kinsey -- que tenta descrever o comportamento sexual de uma pessoa ao longo do tempo. A escala começa em 0 (comportamento exclusivamente heterosexual) e termina em 6 (comportamento exclusivamente homossexual). O resultado de Mara deu "predominantemente heterossexual, mas mais do que incidentalmente homossexual". "Eu conheço um monte de gente que não gosta da escala Kinsey, mas eu acho legal para mim. Eu sou pragmática com meu coração e encontro conforto em números", afirmou.

Na sequência, a atriz de 28 anos disse que manteria seus relacionamentos longe dos holofotes. "Seu apoio é muito apreciado. Vou dizer, porém, que continuarei sendo muito reservada sobre meus relacionamentos como eu sempre fui", explicou.

A revelação veio durante uma conversa com fãs iniciada após a tragédia em uma boate gay de Orlando, nos Estados Unidos, que deixou 50 mortos no final de semana. Ela publicou uma foto de si curtindo uma festa gay há dez anos e falou sobre a relação com a comunidade. "Eu em um clube gay quando tinha dezoito anos. Sinto-me envergonhada olhando para isso agora. Eu estava sendo heterossexual em um lugar onde claramente eu não pertencia. Mas, devo dizer, me senti muito bem vinda lá. Eu nunca tinha tido uma experiência melhor em uma boate. Música e pessoas incríveis! E um dos meus amigos conheceu seu namorado nesta noite! Com a comunidade LGBT sempre me senti em casa, especialmente alguns anos mais tarde, quando eu aprendi algo sobre mim mesma. Então, obrigada", afirmou.

Após a repercussão em torno da revelação, a atriz disse que não entendia o interesse do público em sua vida. "Eu sempre fico chocada sobre o motivo das pessoas se interessarem por mim! Honestamente, acho que sou muito chata. Eu não me sairia bem com o nível de fama de Beyoncé. Mas estou bem com meu drama nerd e cult", completou.